06 on 06 – Equinócios

Equinócio é o período do ano em que o Sol corta o equador fazendo com que dia e noite tenha a mesma duração. Isso ocorre no dia 20 de Março, quando se inicia o outono no hemisfério Sul e a primavera no hemisfério norte e em 23 de Setembro, quando a primavera se inicia no hemisfério Sul e o outono se inicia no hemisfério norte. Tais datas são muito importantes para praticantes da wicca ou do neo-paganismo – Dias de energia e rituais deliciosos, por isso essa proposta de 06 on 06 me deixou com muita saudade já que há anos não participo mais de um coven.  Algumas bruxas comemoram os equinócios pela Roda do Norte (Ou seja fazem os rituais de acordo com os equinócios que ocorrem no hemisfério norte), no coven que eu participei, comemorávamos pela Roda Sul, então, dia 23 de Setembro celebramos Eostre ou Ostara – Esse ritual teria originado a páscoa dos cristãos, uma vez que antes do cristianismo já se celebrava Ostara com o uso de ovos coloridos, lebres, flores e fogueiras. A igualdade entre dia e noite marca o equilíbrio entre o Masculino e o Feminino sagrados – O Deus Sol representado como um jovem cheio de esplendor e a Deusa como uma Donzela – Ostara é uma fase de fertilidade latente, época de semear a terra e iniciar novos projetos. Gostaria muito de poder compartilhar algumas fotos de ritos dos quais já participei, mas no momento isso não é possível porque eu não estou encontrando! Então, postei a única que eu tenho em mãos e pensei em algumas imagens que simbolizam coisas simples que trazem uma magia especial para a data

1 – Se tiver um coven, se reúnam para celebrar. É sempre bom repartir rituais, conversas, reflexões e comidinhas típicas, de preferência adaptadas ao veganismo para respeitar a Mãe Natureza e deixar os animais em paz (pães integrais, saladas, bolos de melado, vinho, ovos pintados, leites vegetais e frutas da estação). Foto de 2009, após celebrar Ostara.

2 – Passeie por jardins, bosques ou qualquer área verde e celebre a Natureza e a vida. Lembre-se que a Deusa está em cada cantinho deste mundo. (Não, a foto não é de Ostara, mas senti que ela combinaria com a data)

3 – Faça ovos de chocolate enfeitando-os com frutas secas e castanhas. Evite embrulhar em papéis coloridos para não gerar lixo. Você pode fazer ovos de argila ou madeira e decorar, caso prefira algo que possa ficar no seu altar ou em um local visível. (Créditos da foto: Pixabay/Anncapctures)

4 – Plante – Pode ser um vasinho ou um jardim, mas plante. É tempo de fertilidade – E isso se aplica a todas as áreas da vida, então plante sementes daquilo que deseja colher – Inicie um novo curso, novas amizades, novos hábitos.

5 – Em silêncio, beba uma xícara de chá de uma das ervas relacionadas aos ritos de Ostara – Tanchagem, alecrim, limão, açafrão ou cravo (Outras ervas deste equinócio são lavanda, manjerona, lilás, violetas, balsamo, madressilva, musgo de carvalho, rosas, sabugueiro, narciso, junquilho, tulipa e verbena, mas eu desconheço se elas podem ou não ser utilizadas como chá)  e medite sobre as coisas que deseja semear. (Créditos da imagem: Pixabay e Pexels)

6 – Visite uma nascente, se preferir, leve um buquê ou guirlanda de flores em oferenda ao espírito da primavera – Mas lembrem-se, sem deixar papéis, plásticos ou fitilhos, apenas as flores presas com fibras naturais como folhas resistentes

E vocês, ritualizam ou conhecem alguém que ritualize os equinócios? Comentem!

(Geralmente domingo é dia de falar sobre política e sociedade, mas excepcionalmente hoje não haverá postagem, uma vez que o projeto 06 on 06 é uma proposição da qual adoro participar e diferente das besteiras do presidente, que são diárias, o 06 on 06 ocorre apenas uma vez por mês)

Este post faz parte do 06 on 06. Participam também:

Lunna – Lucas – Obduliono

9 comentários sobre “06 on 06 – Equinócios

  1. Lunna Guedes disse:

    Sabe que eu nunca acreditei que o festival de Ostera ou Persephone na mitologia grega, Ceres na romana influenciou a festa cristã? Sempre li a respeito disso, mas nunca me convenceu. Acho bem diferente… e bem mais parecida com a festa judaica do Peschad. Acho que eles adaptaram os rituais para alcançar os povos, conscientes de que os povos não deixariam de pratica-los. Mas isso não seria influência ao meu ver.
    E quanto ao belo ritual de Ostera… é um dos mais lindos Gosto da simbologia do ovo para os Celtas que o enxerga como o universo: a gema representa o globo terrestre, a clara o firmamento e a atmosfera, a casca equivale à esfera celeste e aos astros.Sempre achei isso maravilhoso, lúdico.
    Enfim, eu participei de um coven enquanto vivi na Itália… mas aqui em Sampa, nunca encontrei espaço para mim. Então ritualizo comigo, mas percebi que o importante é celebrar.

    bacio

    Curtido por 2 pessoas

    • Darlene R. disse:

      Sim, o Peschad judaico realmente tem muito mais semelhanças… Um coven na Itália? Que interessante! Sinto falta de participar de um coven, mas acabei me afastando tanto da espiritualidade quando mergulhei na política e nos concursos…

      Beijos

      Curtido por 1 pessoa

  2. Ale Helga disse:

    Desconheço o assunto tratado aqui e confesso que fiquei curiosa…Coven??? Teria que perguntar para o tio Google!
    Adoro chás! E ficam mais saboroso no silencio da noite…Mas também são bem vindo no período da tarde, só não de manhã…De manhã prefiro meu café!!!
    Que bom que resolveu participar! Infelizmente você terá muito assunto para o próximo domingo.
    Abraços

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s