Resenha do livro Lua de Papel

Mais que um livro, uma oportunidade de sentir-se outra pessoa, com uma vida diferente, sentimentos intensos e surpreendentes. Poderia ser apenas a história de uma menina humilde de cidade pequena frente aos acontecimentos que se precipitam sobre ela ao longo da vida e, especialmente, após sua ida para a Universidade. Poderia ser mais um romance “água-com-açúcar” onde a personagem chora, se amedronta, encontra um grande amor e depois de muita confusão vivem felizes para sempre e fim. E isso seria um incrível desperdício de personagens cheios de características marcantes em um enredo banal.Ainda bem que não é! O livro é simplesmente um deleite, um barco aguardando o embarque do leitor rumo a uma viagem a bordo da alma de cada personagem. Lunna Guedes transcende todas as expectativas e nos leva a caminhar pelas ruas da cidade de Teodoro, sentindo o coração acelerado e o sabor das laranjas do quintal da D. Maria. Lendo, você é Raíssa ou Alexandra, por alguns instantes é também Maria. Vale ler, fechar os olhos e reler trechos. E continuar, seguir, querendo ver o final sem querer despedir-se das meninas que irão conquistar seu coração.

Se eu pudesse dar um conselho a cada leitor meu, este conselho seria: Acessem o blog Catarina voltou a escrever e conheçam os textos da Lunna. Serão momentos intensos e maravilhosos. Se possível, comprem o livro Lua de Papel e leiam, porque vale muito a pena – além de ser lindo por dentro, é lindo por fora, uma vez que é um livro artesanal como podem reparar na foto!

Lunna, gratidão eterna por dar-me a oportunidade de fazer aqui a resenha do teu livro! Tua amizade é uma preciosidade guardada em meu coração, e teu livro já se tornou o meu pequeno tesouro particular – certamente será lido tantas e tantas vezes!

20160715_222420

Mas, e as proteínas?

Você já reparou que tornar-se vegetariano/vegano faz com que nove em cada dez amigos onívoros tornem-se, repentinamente, nutricionistas? É sério! Enquanto você mantém aquele padrão “normal” de alimentação, consumindo carne, leite, ovos, fast-food e tudo mais, raramente alguém irá se intrometer dizendo “mas você vai adoecer!”, “você está deixando de ingerir nutrientes suficientes” (mesmo que quase todo dia você troque o almoço por um fast-food). A partir do momento em que se anuncia a novidade “decidi me tornar vegano/vegetariano”, surgem mil pessoas falando sobre o risco de ter anemia, desnutrição, falta de proteínas, aliás, a frase mais comum é justamente essa “Mas, e as proteínas?”. Não sou nutricionista, mas andei pesquisando um pouco aqui, um pouco ali para tecer alguns comentários acerca do assunto!
O dr. George Guimarães, nutricionista especializado em nutrição vegetariana, explica que com o planejamento adequado, uma dieta vegana é capaz de fornecer toda a proteína necessária em qualquer fase da vida! Tal informação encontra-se no site da empresa de consultoria em Nutrição Vegetariana Nutriveg (o site é uma boa dica de lugar para pesquisar caso queira saber mais sobre nutrição vegana).
Infelizmente a realidade de muitos brasileiros não permite o luxo de uma consulta com um bom nutricionista vegano – não é tão fácil encontrar esses profissionais em algumas partes do Brasil, e, quando encontramos, dificilmente estão atendendo no serviço público de saúde. O importante é não desanimar! Observe seu corpo, sua saúde, se for o caso, vá a um médico normal e faça exames de sangue para se certificar que está tudo bem. E pesquise muito em sites e revistas voltados para o público vegan, pois eles acabam sendo uma das melhores fontes de informação disponíveis.
Sobre as proteínas, por exemplo, há diversas fontes fáceis de se incluir na alimentação: Soja – e consequentemente tofu e leite de soja, brocolis, couve-flor, amendoim, feijões, lentilha, grão de bico. É só aumentar um pouco o consumo desses alimentos.
Tem dúvida sobre o valor nutricional de algum alimento específico? Pesquise na TACO (Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos). Lembre-se também que é muito importante também seguir a pirâmide alimentar.

piramide-alimentar-vegana-640x438
E vamos colorir nossos pratos e nossas vidas, sem crueldade ou exploração com animais!