O Vampiro

Sou andarilho solitário

Domino cada madrugada

Em cada obscuro atalho

Deixo minha marca registrada

Em cada corpo sem vida

Uma única ferida

Duas presas perfuraram

Todo o teu sangue drenaram

Não temo o chumbo ou a espada

Não é tão fácil minha vida ceifar

Sou criatura desalmada

Da tua alma posso me alimentar

Não apareço no espelho

Encho-me de desejo

Pelo teu sangue vermelho

Teu futuro prevejo

Desejo animal

Instinto

Um copo de sangue tinto

Refeição frugal

(04-04-12)

Este post faz parte do BEDA – Blog Every Day August. Também participam:

Claudia VivianeLunnaAle HelgaDricaMariana GouveiaChris ObdulionoAdriana

Buffy, a caça vampiros: A Irmandade. – Elizabeth Massie

Todo livro tem seus pontos fortes e fracos. No caso da Buffy, a história é simples demais, lenta demais – talvez a série, com todos os recursos audiovisuais, seja mais interessante e consiga prender a atenção com mais sucesso que o livro. Mas como eu disse no início deste texto, sempre procuro tentar encontrar pontos positivos nos livros que leio e, no caso de “A Irmandade”, o ponto forte é a possibilidade de discutir com os mais jovens a diferença entre feminismo (mulheres em igualdade de direito com os homens) e femismo (mulheres buscando superioridade de direitos em relação aos homens), bem como a questão do diálogo familiar e do quando o machismo pode levar uma adolescente a fazer coisas das quais depois irá se arrepender. Importante se atentar sobre o fato que, numa leitura sem acompanhamento ou debate, o jovem muito provavelmente não se dará conta dos detalhes acima citados, isso porque em nenhum momento a autora utiliza o espaço artístico para levantar tal discussão e elucidar as diferentes situações, o que é uma grande perda, uma vez que o texto divertido, leve e ao mesmo tempo um tanto tenso e misterioso, poderia ser utilizado como espaço de reflexão para os jovens.

Opinião pessoal: Se estiver com muita vontade de ler, dê uma busca em bibliotecas, sebos ou mesmo na internet antes de adquirir um exemplar. Caso pretenda presentear algum adolescente com a intenção de estimular a leitura, procure outros livros mais intensos (exceto se o adolescente em questão gosta da personagem e está com vontade de ler o livro).

 

Imortal – Histórias de Amor Eterno

Vampiros são seres misteriosos que há tempos preenchem um espaço considerável na literatura e nos filmes. Há uma diversidade de possíveis características e origens possíveis que explicam a existência desses seres – bem como cada autor desenvolve de diferente forma a interação entre vampiros e humanos

Imortal – Histórias de amor eterno é uma obra literária organizada pela autora P.C Cast e reúne várias histórias envolvendo vampiros e outros seres sobrenaturais, de diversas autoras, permitindo ao leitor apreciar sob diferentes prismas a trajetórias e características destes seres incríveis e apaixonantes

Uma leitura leve e ideal para quem está com pouco tempo para dedicar-se às leituras, uma vez que uma história não guarda relação nenhuma com a outra, o que permite apreciar o livro aos poucos – Isso quando o leitor consegue desgrudar os olhos do papel antes de terminar a leitura.

O livro é ideal para presentear pré-adolescentes e adolescentes, uma vez que seu clima romântico é delicado sem apresentar grandes detalhes sensuais ou íntimos, ao contrário do que acontece em outras histórias do gênero.

P.C Cast, organizadora da obra, é uma das autoras da série House Of Night – O que já a torna uma excelente indicação em termos de literatura fantástica.

The Vampire Diaries – As emoções finais

Foram oito anos acompanhando, torcendo, chorando e se apaixonando. Quem é fã sabe a ansiedade entre o último episódio de uma temporada e a confirmação da data do primeiro episódio da próxima. E, feliz ou infelizmente, uma hora aquela notícia tão temida aparece nos sites: Última temporada. E assim aconteceu com The Vampire Diaries, série que foi ao ar entre Setembro de 2009 e Março de 2017 e emocionou muita gente com seus personagens repletos de luz, trevas, batalhas internas e romances impossíveis ou quase impossíveis. Houve mortes que tiraram o espectador do chão ao desfazerem finais aparentemente felizes. Houve personagens incompatíveis que criaram laços e formaram casais fofos. E houve muita ação e momentos engraçados. The Vampire Diaries, apesar de inspirada numa coleção de livros com o mesmo nome, escritos por Lisa Jane Smith, a série de televisão tem diferenças muito grandes em relação aos livros.

Para quem ainda não assistiu, vale a dica: Assistam! Vale a pena cada capítulo! E, para os fãs que já estão sentindo-se órfãos de uma das melhores séries de todos os tempos, vale lembrar que ainda temos “The Originals”, spin-off da série que acompanha a vida da família Mikaelson, os vampiros originais, na cidade de Nova Orleans. Embora The Originals não seja uma série tão romântica quanto foi The Vampire Diaries, ela tem um elenco incrível e uma trama bem traçada – Ou seja: Assistam!

 

Livro versus Filme: Vampire Academy

           Vampire Academy ou Academia de Vampiros é uma série de seis livros escrita pela norte-americana Richelle Mead. Ambientada em um internato onde vampiros da realeza, chamados Monroi e Damphirs (híbridos entre humanos e vampiros) vivem e estudam juntos para seguir seus destinos: Os Monroi devem governar, os Damphirs devem protegê-los dos ataques de strigois (vampiros que diferente dos Monroi, que já nascem sendo vampiros e possuem magia, os strigois optaram por tornar assim e por isso são selvagens e perigosos e não fazem magias). Os livros retratam uma sociedade burocrática, uma corte típica da realeza e também a forma como duas jovens – melhores amigas – lidam com ela. São livros voltados para o público adolescente e possuem tudo o que os jovens gostam: Temática sobrenatural, romance e passagens que chagam a ser um pouco ousadas, ação, intriga, mistério. Então o filme deve ser incrível não? É… O filme…
Lançado em 14/02/14, o filme foi um fracasso de bilheteria nos Estados Unidos o que fez com que sua estréia fosse cancelada no Brasil. Confesso que gosto dessa temática sobrenatural e apesar de já estar com quase trinta anos, não resisto a uma saga adolescente – ou seja, eu já havia lido os livros e aguardava ansiosamente para assistir ao filme! Fiquei muito chateada com o cancelamento da estréia e só me animei quando descobri que haviam colocado o filme no youtube. Preparei pipoca, suco e tudo o que um bom filme tem direito e… Tive uma grande decepção! Realmente o enredo ficou abaixo do esperado e não conseguiu captar minha atenção. Não que os atores sejam ruins, apenas parecem forçados demais. Nada soa natural, nem mesmo os diálogos mais simples. Enfim, realmente, não é um filme que tenha deixado aquele gostinho de “quero mais”, infelizmente.
Quanto aos seis livros: Leiam. Acabei de saber que há outra saga (laços de sangue ou bloodlines) da mesma autora cuja história é ambientada no mesmo cenário e é narrada por outros personagens. Assim que todos os livros estiverem traduzidos irei ler e comento na categoria “Dicas literárias”.

Being Human

Um vampiro e um lobisomem decidem morar juntos em um apartamento alugado. Eles buscam apenas a chance de viver uma vida “humana”. Mal se instalam no novo lar, descobrem que outra habitante dividirá o espaço com eles: Uma simpática fantasma.
Pode parecer um pouco engraçado e passar a falsa sensação de que o seriado será uma comédia com personagens sobrenaturais, mas não se enganem: Being Human é , na minha opinião, um dos melhores seriados sobre vampiros, fantasmas e lobisomens.  Seguindo contra a atual tendência de apresentar vampiros adolescentes as personagens da série são todas adultas. Tiveram uma vida, uma família e um passado que em algum momento os irá perseguir. Entre outras coisas, são abordados temas como morte, amor, lealdade, amizade, manipulação, poder, escolhas e seus efeitos de tudo isso na vida de cada personagem.
Há duas versões da série e sem dúvida a americana, apesar de não ser a original, é bem mais atrativa que a britânica.
Diferente de outros seriados, não há um excesso de romantismo. Tudo parece dosado: Cenas de sexo, cenas de luta, violência e sangue. Nem demais, nem de menos. E o final? O final surpreende!
Se você gosta deste tipo de enredo, vale a pena assistir.

Link para download  http://www.baixandofacil.com/being-human-us/