Primavera Literária

Livros devem ficar sempre presos em estantes? Ou cumprem melhor sua missão quando passam de mão em mão? A resposta é quase unânime – Livros devem ser lidos. E depois? Doar? Guardar em uma estante empoeirada?

Existem alguns projetos interessantes para colocar os livros em movimento – Livro livre, livro viajante, liberte seus livros. E inspirada nesses projetos e também na chegada da Primavera, criei o projeto “Primavera Literária” – A ideia é que dia 23 de Setembro, comemorando a chegada da estação das flores, espalhemos livros pela nossa cidade – Não apenas abandonar um livro por aí, mas deixá-lo com um bilhetinho sugerindo que, quem o encontrar, leia e depois recoloque o livro em circulação com outro bilhete e assim por diante.  Sinceramente, não sei o quanto as pessoas estão dispostas a aderir a um evento assim, mas decidi tentar e descobrir no que vai dar.

E você? Topa participar? Dá uma olhadinha lá no evento que criei no Facebook, confirma presença e convida os amigos e amigas – É só clicar aqui para fazer uma visitinha!

 

 

Libertando amigos

Há alguns projetos interessantes por aí que se propõe a tirar livros das prateleiras e levá-los onde realmente deveriam estar: Nas mãos do leitor. Graças a projetos assim, acabei acumulando alguns livros em casa e, outro dia olhando minhas prateleiras, decidi colocar em circulação alguns livros que já li e outros que, confesso, não tive paciência de ler. Considerando que não tem acontecido mais nenhum evento de troca de livros aqui na baixada santista (se ocorreu algum nos últimos meses eu nem fiquei sabendo) e que a última vez que abandonei livros pela cidade e cadastrei no site “livro livre” não obtive nenhum retorno, pensei “e agora? o que faço?” – Resolvi separar os livros que havia lido, doar alguns na biblioteca da cidade e deixar outros em locais movimentados e protegidos, como banco e ônibus, com um pequeno bilhete escrito na capa explicando que um livro é um amigo que deve ser compartilhado e pedindo para quem encontrasse deixar um “olá” na minha página do face ou no meu e-mail. Durante dias fiquei aflita imaginando que nenhum dos livros tinha sido recolhido, até que hoje me deparei com uma mensagem na página! A moça que encontrou o livro adorou a ideia e disse que dará continuidade! Fiquei muito feliz e em breve irei libertar mais livros amigos pela cidade.

E você? Tem muitos livros em casa? Costuma guardar todos ou às vezes faz aquela limpeza? Já “deixou” livros pela cidade e obteve algum retorno?

150803_pq17v_livre_ete_banc_sn635