Dica literária: Cartas de amor de Paris [BEDA 03]

Você já leu uma história de amor super clichê, que envolve o reencontro de um casal depois de uma vida toda? Cartas de amor de Paris poderia ser um romance clichê água com açúcar, não fosse por um detalhe: Não é uma narrativa ficcional e sim o relato da história vivida por Samantha Vérant.

            Em 1989 em uma viagem pela Europa, Samantha conhece o homem dos seus sonhos, Jean-Luc. O romance de apenas um dia termina quando ela parte para o próximo destino do itinerário, despedindo-se dele em uma plataforma de trem. Apesar de estar apaixonada por Jean, Samantha ignora todas as cartas de amor que o rapaz insiste em enviar desaparecendo da vida dele.

            Vinte anos depois, dividindo a cama com o cachorro e prestes a se divorciar, Samantha se questiona: Onde tudo começou a dar errado?

            A narrativa é leve, fluída e divertida – Especialmente se levarmos em consideração o número de coisas pornográficas que podem ser pedidas por engano em francês quando tudo o que se quer é pedir um canudo ou dizer que está aguardando o mês de Julho. Enquanto Samantha nos conta o reencontro com o amor, descortina-se nas entrelinhas a importância das verdadeiras amizades, do apoio familiar e da coragem para enfrentar novos desafios quando tudo parece determinado ao fracasso.

            E você? Responderia uma carta de amor com vinte anos de atraso?


Este post faz parte do BEDA (Blog Every Day April). Visite também:

Adriana AneliAle Helga Claudia Leonardi Lunna Guedes Mariana GouveiaObdulioRoseli Pedroso

Pipoca, suco geladinho e boas risadas! As melhores comédias para as suas férias de verão!

A família bagulho

Para sair de uma enrascada, ele aceita ir até o México buscar cocaína – E como fazer para não chamar atenção na fronteira? Fácil! Viagem em família – Mesmo que seja de mentirinha! Prepare-se para as melhores férias! Um filme super divertido que conta com nomes como Jennifer Aniston (A Rachel de Friends) no elenco. Nota de 0 a 5?5.

O pacote

Eles são jovens, animados e vão acampar. O que poderia dar errado quando o carro ficou tão longe do local onde as barracas serão montadas? E se de repente um dos amigos sem querer cortar o “melhor amigo” fora e precisar de socorro urgente? As melhores trapalhadas acontecem neste filme bizarro. Não tentem fazer isso em casa! Nota de 0 a 5? 5.

Mistério no mediterrâneo

Ele decidiu levar a esposa a um passeio na Europa, mas conheceram um homem misterioso que os convidou para uma viagem marítima numa embarcação de luxo. Tudo seria perfeito se as pessoas parassem de morrer. Jennifer Aniston arrasou neste filme! Vale a pena assistir, mas tem que ter paciência nos primeiros 15 – 20 minutos. Nota de 0 a 5? 5.

Resgate do Coração

Após um inesperado divórcio, ela decide viajar sozinha para a segunda lua de mel que havia programado – Só não sabe que a viagem iria mudar sua vida, fazendo-a reencontrar sua profissão, aproximar-se mais do filho e encontrar um novo amor! Além de uma ótima história, o filme tem paisagens maravilhosas da África. Nota de 0 a 5? 5.

Um crime para dois

Um atrapalhado casal estava em crise no relacionamento – Até que de repente o destino os coloca na hora e lugar errados e eles se tornam suspeitos de um crime. Agora só resta correr contra o tempo para descobrir o verdadeiro culpado e escapar da cadeia. Uma comédia policial com direito a tiros, seitas estranhas e muitas gargalhadas. Nota de 0 a 5? 5.

Viagem das garotas (girlstrip)

Amigas para sempre é o lema dessas mulheres que se conhecem desde a adolescência e tomaram caminhos completamente diferentes na vida. Uma viagem pode ser uma ótima ideia para reunir todas – Mas será que essa amizade resiste aos conflitos causados pelas diferentes ideias sobre a vida e outras questões? O filme é muito engraçado e a atuação de Queen Latifah é um show a parte, mas não vale prestar atenção apenas nas atuações engraçadas: Viagem das garotas é um desses filmes que trazem uma mensagem sobre a vida – Será que vale a pena viver uma vida de aparências apenas pelo dinheiro? Nota de 0 a 5? 4.

Entre vinho e vinagre

Elas trabalharam juntas numa pizzaria e nunca deixaram de ser grandes amigas. Agora que Rebecca está completando cinqüenta anos, decidem fazer uma viagem para a Terra do Vinho – Acontece que o conceito de diversão é muito pessoal para ser espremido em um itinerário e isso pode gerar alguns conflitos – Principalmente quando se exagera no vinho. Vale a pena dar ótimas risadas com essas cinquentonas incríveis! Nota de 0 a 5?4

Cofee&Kareen

Coffee é um policial branco que se envolve com a mãe de Kareen, uma mulher negra. Acontece que Kareen não gosta nada da ideia de ver a mãe namorando um policial e vai fazer de tudo – até contratar um assassino profissional – para impedir esse relacionamento. Só que o tiro saí pela culatra e os dois terão que fugir de um gangster perigoso, lidar com suas diferenças e salvar a mãe de Kareen. É um filme de comédia policial bem divertido. Nota de 0 a 5? 4.

Gostaram da lista? Comentem!

Sábado no sofá? Aproveite essa lista dos filmes assistidos em Agosto, Setembro e Outubro!

365 DNI

 A mídia quis vender este filme como “o novo 50 tons de cinza”, porém há uma diferença muito grande entre os dois filmes: A liberdade de escolha. Na trilogia 50 tons de cinza, a personagem feminina teve a escolha de ficar ou não ao lado do parceiro. Por mais problemática que possa ser a relação deles em muitos sentidos, ela poderia partir no momento em que não quisesse mais estar ao lado dele. Já em 365 DNI, a protagonista Laura é seqüestrada e comunicada que teria 365 dias para se apaixonar por seu seqüestrador. Além disso, Massimo é um homem bruto – O que fica bem claro nas primeiras cenas do filme. Apesar de todos os problemas envolvendo a película, o final deixa um sabor de “quero mais” e é inegável que assistirei ao próximo filme para saber qual será o desfecho das personagens. Vale dizer que as paisagens italianas são um show a parte na produção e a trilha sonora é bem envolvente. Nota de 0 a 5? 3,5,

Os caça fantasmas:

            Filme clássico da minha época de infância (que eu não me recordava de haver assistido, embora minha mãe jure que eu assisti), os caça-fantasmas apresentam uma equipe de amigos cujo objetivo é… Caçar Fantasmas. O problema é que eles são medrosos e atrapalhados. Não é um filme de terror e sim uma comédia divertida, com direito a monstros de marshmallow, gárgulas que se tornam monstros, romance, destruição de prédios e gosmas nojentas que não causam tanto nojo assim. Vale as risadas. Nota de 0 a 5? 5.

Bird Box

            Um filme intenso que acompanha o final da humanidade como a conhecemos. Quando seres misteriosos começam a aparecer e causar suicídios em quem os vê, um grupo de pessoas consegue ficar em segurança dentro de uma casa – Até que um infiltrado acaba causando a morte de quase todos, exceto de um homem, uma mulher e seu bebê recém nascido e um outro bebê também recém-nascido e órfão. Anos depois, praticamente sem condições de encontrar comida, ela precisa descer um rio de olhos vendados até encontrar uma comunidade de pessoas isoladas para sobreviver. Vale muito cada segundo de suspense. Nota de 0 a 5? 5.

A dançarina imperfeita

            Ela tinha todos os planos traçados para entrar na faculdade dos sonhos – Até cometer um ato falho e estragar tudo. Agora, sua única chance é entrar para a equipe de dança do colégio – Detalhe: Ela não sabe dançar. O filme é uma comédia romântica super divertida e fala sobre sonhos, realizações a descobertas. As coreografias são lindas e com certeza você vai querer movimentar muito o corpo depois de assistir. Nota de 0 a 5? 5.

Aniquilação

            Ela acredita ter perdido para sempre seu grande amor, desaparecido após uma missão no exército. Isso até ser surpreendida com seu reaparecimento em casa aparentando sofrer de uma estranha doença. Levada para a base militar, ela descobre que nenhum dos outros membros da missão retornou e tem duas opções: Vê-lo morrer  do mal misterioso que o acomete ou ir com outras mulheres para o mesmo lugar misterioso que seu marido e outros homens haviam ido, com grande chances de não voltar. Achei o filme meio confuso e cansativo. O ponto alto é a breve atuação de Gina Rodriguez (a Jane, de Jane a virgem). Nota de 0 a 5? 2.

Trilogia “O Senhor dos Anéis”

Um anel capaz de trazer o mais puro mal para a Terra Média precisa ser destruído. O filme fala sobre coragem e sobre o poder de um coração puro. Apesar do universo de fantasia com direito a elfos, anões, magos, reis e hobbits, a trilogia Senhor dos Anéis está bem longe de ser um filme infantil – A trama é mais complexa do que pode parecer e há muitas cenas de luta/guerra. A adaptação foi bem fiel aos livros, mas ainda assim não substitui  – Aconselho que leiam os livros e vejam os filmes. Nota de 0 a 5? 5.

Loucademia de Polícia 1 e Loucademia de Polícia  2.

Quando a academia de polícia passa a aceitar todas as pessoas que desejarem seguir carreira policial o caos se instala: Recrutas completamente desastrados sendo treinados por policiais que querem fazê-los desistir a qualquer custo vão nos fazer dar boas risadas. O filme é antigo, mas está disponível na Netflix. Nota de 0 a 5? 4.

Mentiras Perigosas

Uma herança inesperada pode mudar tudo – Até mesmo a personalidade das pessoas que você julga conhecer. Isso é o que descobre uma jovem que trabalha cuidando de um idoso quando recebe uma inesperada herança. Filme eletrizante com uma protagonista forte. Nota de 0 a 5? 4.

Oferenda à tempestade:

Terceiro filme da trilogia iniciada com O guardião Inivisível e Legado nos Ossos, oferenda à tempestade traz uma Amaia Salazar disposta a ir até as últimas conseqüências para encontrar sua mãe e solucionar de vez por todas os misteriosos crimes que assolam o vale. Para isso, Amaia irá encontrar seus piores medos e viver um verdadeiro pesadelo. Assim como os dois primeiros filmes, Oferenda à tempestade causa um arrepio na espinha, mas não é um filme que extrapole os limites já conhecidos para o gênero. Uma excelente dica! Nota de 0 a 5? 5.

O dilema das redes

Conhecer os mecanismos por trás das redes sociais é importante. Atualmente, com os celulares modernos que nos mantém conectados com o mundo o tempo todo, é praticamente impossível não possuir acesso a uma ou mais redes sociais. Quais os impactos disso na vida das pessoas e da sociedade? Até onde os algoritmos das redes nos manipulam a agir deste ou daquele modo, reforçando interesses e hábitos ou sugerindo conteúdos? É um documentário fundamental para refletirmos. Nota de 0 a 5? 5.

Amor garantido

Uma jovem advogada em sérios apertos financeiros. Um rapaz decidido a processar um site de encontros que promete aos usuários que encontrarão o amor em até mil encontros. Uma comédia romântica divertida que vai te mostrar que, no amor nada é tão garantido assim. Nota de 0 a 5? 4.

O plano perfeito

Ela acredita que as mulheres da família são amaldiçoadas a sempre se divorciarem do primeiro marido, por isso nunca se casou. A solução para poder casar com o grande amor da sua vida parece bem simples: Casar antes com qualquer pessoa e se divorciar em seguida. Pode parecer um ótimo plano, mas será que ela irá superar as aventuras que viveu para conseguir casar e se divorciar? Ou seus planos serão alterados pelo destino? Uma comédia romântica muito divertida, com belas filmagens na África e na Rússia.

Nota de 0 a 5? 5.

Sob a pele do lobo.

Cansado da solidão das montanhas, ele decide encontrar uma esposa. Mas será que uma mulher encontraria felicidade em morar ao lado dele em um lugar deserto e longe dos confortos que conheceu no vilarejo onde morava? Sob a pele do lobo é um drama com poucas palavras, atuação expressiva e contexto denso. Além de ótimos atores, a fotografia do filme se destaca com belas paisagens das montanhas e ruínas. Nota de 0 a 5? 3.

Democracia em vertigem

Documentário da jornalista Petra Costa, Democracia em vertigem é fundamental para entender o golpe de 2016 desde o início bem como começar a vislumbrar as conseqüências nefastas que o governo Temer e o governo Bolsonaro teriam para o país. Um ótimo trabalho que foi indicado ao Oscar. Nota de 0 a 5? 5.

Árvore de Sangue

Um casal de jovens decide escrever sua história para explorar melhor o passado de suas famílias. Uma experiência dramática, que pode destruir a relação deles ou fortalecê-la, dependendo de como decidam lidar com o passado e com as conseqüências de alguns atos. Um ótimo filme, com belas paisagens, muito drama e histórias que se cruzam e personagens femininas bem construídas – Definitivamente é um filme para pessoas maduras e pode ser entediante para adolescentes e completamente impróprio para crianças. Nota de 0 a 5? 5.

A Babá

Cole é jovem, inseguro e é o único menino da sua turma que ainda tem babá – O que não é um problema, já que ele é apaixonado por ela. Parece clichê? Parece. Até a babá tentar matá-lo em um ritual diabólico.  A babá é um filme do gênero comédia de terror – É engraçado, mas pretende ser também aterrorizante e exagera no sangue (evidentemente falso) derramado. Pra quem procura um filme sem maiores questionamentos, com jovens bonitos, figurino descolado, ação, humor e um pouco de susto, é uma ótima opção. Nota de 0 a 5? 3.

A babá: Rainha da morte.

Anos depois da noite em que escapou de ser assassinado por sua babá, Cole ainda tem que lidar com as conseqüências: Ninguém acredita em sua versão dos fatos e a babá nunca mais foi vista pela cidade. Talvez seja hora de retomar a vida e se divertir um pouco com a melhor amiga, certo? Não para ele, que se verá novamente cercado por jovens sedentos por realizar seus desejos (fúteis) através da realização do mesmo ritual do qual ele já escapou uma vez. E adivinhe quem estará de volta? A babá. Assim como o primeiro filme, não espere muito dele além de jovens bonitos com figurino descolado, ação, humor e um pouco de susto com muito sangue cenográfico e exageros. Nota de 0 a 5? 3

Deslize:

Ele criou o aplicativo de pegação perfeito: Nada de nomes verdadeiros, informações pessoais ou perspectiva de um segundo encontro. Parece perfeito para os jovens que buscam apenas divertimento por uma noite – Mas entre a necessidade de ganhar dinheiro e suas convicções éticas que reprovam tal comportamento, o que irá vencer? Está lançado o dilema, especialmente quando sua mãe decide criar um perfil no aplicativo. Nota de 0 a 5? 2.

O impossível:

O que parecia ser a viagem de férias perfeita se torna um pesadelo quando um tsunami destrói o litoral do país e separa a família. Sem saber se os outros estão vivos ou mortos, eles terão que lutar para sobreviver em um país desconhecido mergulhado no caos de uma grande tragédia natural. Baseado em fatos reais. Nota de 0 a 5? 5.

Campo do Medo

Adaptação de livro do Stephen King, Campo do Medo nos apresenta pessoas perdidas dentro de um campo alto suficiente para impedir que se veja a saída. O terror consiste no loop de espaço-tempo que ocorre dentro da mata, levando as pessoas ininterruptamente aos mais diversos desfechos. É um bom filme, mas ficou longe de estar entre os mais aterrorizantes. Nota de 0 a 5? 4.

Gostaram das dicas? Comentem!

Esfriou né? Pipoca & Filminho!Veja aqui as dicas do que assisti em maio, junho e julho!

Ele está de volta

Se Adolf Hitler retornasse repentinamente e ganhasse espaço em um programa de televisão, ele faria sucesso ou sofreria repulsa? Neste filme alemão de 2015, baseado em um livro homônimo, acompanhamos um retorno “mágico” de Hitler ao nosso mundo. Contratado como comediante, Hitler rapidamente faz sucesso com suas ideias, cativando o público. O filme é assustador, pois passa a mensagem de que, mesmo com toda nossa tecnologia, discursos de ódio podem se espalhar rapidamente – Ainda mais quando estão ocultos sob o leve verniz do humor. Vale a pena assistir.

Nota de 0 a 5: 5

Sombra lunar

Ele a persegue há anos, mas descobrir a verdade sobre essa misteriosa assassina pode ser um grande choque e uma chance de redenção. A sinopse oficial é muito bem escrita e venda a ideia de um filme de ficção científica envolvente, mas, pelo menos para mim, foi decepcionante.

Nota de 0 a 5: 2

Entrevista com o vampiro

Um quase clássico baseado na obra de Anne Rice, contando a história de Lestat, Louis e Claudia. Um filme intenso, com personagens marcantes e momentos dramáticos. Sinceramente, me pergunto por qual motivos todos os livros da Anne Rice não foram transformados em filmes – Se tem uma autora que merecia ter sua obra toda no cinema, essa autora é a Anne.

Nota de 0 a 5:5

Efeito Borboleta

Um estudante universitário descobre com controlar sua mente a ponto de conseguir viajar no tempo e alterar fatos que ocorreram e geraram traumas – Entretanto, cada mudança gera uma conseqüência diferente e, por vezes, trágica.

Nota de 0 a 5: 4

Jogo Perigoso

Um casal decide viajar para um lugar tranqüilo para tentar resgatar um pouco seu relacionamento. Entretanto, uma tragédia acontece e ela se vê algemada, em uma casa vazia, com todas as portas abertas e sem a possibilidade de gritar por ajuda, uma vez que a casa mais próxima está a quilômetros de distância. O que poderia acontecer? O filme é um suspense intenso, com poucos personagens e muitas horas de tensão. Suficiente para traumatizar qualquer pessoa (Sério, sempre deixe uma chave em local de fácil acesso quando decidir “brincar” utilizando algemas).

Nota de 0 a 5: 5

Você nem imagina

Ellie é uma estudante tímida e muito inteligente que vive com o pai em uma cidade pequena e fatura uma grana vendendo trabalhos e redações para seus colegas – até que um dia Paul a procura para pedir que ela escreva uma carta de amor para Aster, colega pela qual ele é apaixonado. O que Ellie não contava era se apaixonar por Aster. Um filme sobre crescimento, amizade e amor.

Nota de 0 a 5: 5

Jane A Virgem

Uma série muito divertida que acompanha a vida de Jane Gloriana Villanueva – Uma jovem estudante universitária inteligente, organizada e bastante religiosa que traçou para si mesma um cronograma rígido de metas – Até ser acidentalmente inseminada  artificialmente com o sêmen de Rafael Solano, um playboy que, por acaso, é dono do hotel onde ela trabalha. A série tem romance, ação, crimes e muitos motivos para rir. E tem mais uma vantagem: A série terminou na quinta temporada, o que significa que não corre o risco de ser cancelada e deixar aquele gostinho de “quero mais”

Nota de 0 a 5:5

Os 13 porquês

Baseada num livro homônimo, os 13 porquês (ou 13 reasons why), acompanha os acontecimentos que levaram a jovem Hanna ao suicídio e todos os traumas e segredos não resolvidos que irão perseguir seus colegas de escola – Em especial Clay Jasen. Uma série que infelizmente retrata o lado não tão inocente da juventude e os erros que infelizmente são cometidos por pais e educadores. Apresenta situações de violência física e psicológica, uso de drogas e abuso sexual/estupro. Não assista se você estiver passando por momentos difíceis relacionados a essas questões.

Nota de 0 a 5:5

O beijo no asfalto

Filme brasileiro baseado na obra de Nelson Rodrigues, acompanha a história de Arandir, um bancário que, ao socorrer um homem atropelado, realiza seu último pedido e o beija na boca – Esse ato é suficiente para causar o escândalo na sociedade e traz conseqüências trágicas. O elenco foi muito bem escolhido e, apesar de ser um filme antigo, com ritmo e qualidade de imagem muito diferente do que estamos acostumados nos tempos atuais, vale a pena assistir.

Jovem e Bela

Ela leva uma vida dupla: Diante da família, estudante dedicada. Nos horários livres, prostituta. Quem espera cenas de sexo “quentes” provavelmente irá se decepcionar. O filme também deixa a desejar ao não demonstrar claramente o motivo que levou a jovem a se prostituir.

Nota de 0 a 5: 2

Gostaram das dicas? Já assistiram algum desses filmes? Conta nos comentários!

Este post faz parte do BEDA (Blog Every Day August). Participam também:

Claudia – DricaChris Obduliono Mariana GouveiaViviane – Lunna Guedes – Adriana – Ale Helga

Maratona de Maio, dia 1 – Um livro para cada uma das iniciais do meu nome

O grupo Interative-se, coordenado pela escritora Lunna Guedes, propôs que os integrantes participassem de uma maratona de postagens, a Maratona de Maio, e o tema do primeiro post é “escolha um livro para cada uma das iniciais do seu nome”. No meu caso, acredito que será um desafio (onde vou encontrar livros começados com e, r, l? #socorro), mas, vamos lá!

D – De repente, nas profundezas do bosque (Amós OZ)

A- A montanha e o rio (Da Chen)

R –Razão e Sentimento (Jane Austen)

L  – Lira dos Vinte Anos (Álvares de Azevedo)

E – Eurico, o presbítero (Alexandre Herculano)

N – Noites na Taverna (Álvares de Azevedo)

E – Estrela da vida inteira (Manuel Bandeira)

R – Reunião Sombria (Da saga Diários do Vampiro, L.J Smith)

E – Espumas flutuantes e outros poemas (Castro Alves)

G – Grande Sertão, Veredas (Guimarães Rosa)

I – Inocência (Visconde de Taunay)

N –  Na margem do Rio Piedra eu sentei e chorei (Paulo Coelho)

A – Alexandros (trilogia do autor Valério Massimo Manfredi)

Então, gostaram dos títulos? Me contem, quais desses livros vocês já leram?

Prepare a pipoca! Super lista dos melhores (e nem tão bons assim) filmes assistidos no primeiro trimestre de 2020.

Eu estava planejando esta listinha para o final do ano, um “top 10” 2020, mas o Distanciamento Social Voluntário tem feito minhas noites serem invadidas por filmes – Não é algo muito produtivo, mas vamos falar a verdade: Com tanto calor e tédio, eu tenho que me sentir vencedora por estar seguindo uma rotina legal de exercícios físicos e leitura, não posso e não devo (e você leitor e leitora também não devem) me cobrar produtividade ilimitada, certo? Então vamos lá! Quais filmes assisti no decorrer destes primeiros três meses do ano e qual a minha humilde opinião sobre eles?

Isi & Ossi

Filme clichê: Neste filme original da Netflix alemã, uma menina rica tem um plano para a própria vida: Após ter sido uma péssima aluna durante toda a vida, ela não quer fazer faculdade e pretende mudar para Nova York e se tornar Chef de cozinha. Os pais querem que ela desista e siga a vida que eles planejaram para ela. E eis que, em uma situação engraçada, ela conhece um rapaz pobre, fingem namorar para irritar a família dela e… A mágica acontece (não, não vou contar se ficam ou não ficam juntos). Destaque para o avô de Ossi, um Rapper teimoso e engraçado. Nota de 0 a 5? 4.

Batalhas

Mais um super clichê: Amalie é uma estudante de balé medíocre que não consegue ter a expressividade necessária para a dança e uma menina rica, cercada por outras meninas e meninos ricos. É um fato que Amalie ama dançar e não desiste de seu sonho nem mesmo quando descobre que o pai perdeu todo o patrimônio e acaba se mudando com a garota para uma casa na periferia. O filme foi claramente idealizado para o público adolescente, mas acaba prendendo a atenção do inicio ao final. A mistura de universos do balé com o hip hop é um verdadeiro mergulho na arte da dança e o final surpreende. Por outro lado, em alguns momentos o comportamento de Amalie pode causar um pouco de irritação – É difícil entender o motivo que a leva a mentir sobre assuntos que não deveriam causar vergonha.Nota de 0 a 5? 5.

A sociedade literária e a torta de casca de batata

Quando a jovem Juliet Ashton recebe uma carta de um fazendeiro contando sobre um clube literário fundado em Guernsey durante a invasão alemã, surge um sentimento de urgência: Ela precisa ir até o local e descobrir mais sobre a ilha e o clube. Entretanto, Juliet não imagina o quanto essa visita irá alterar sua vida e seus planos. Um filme poético e rico em emoções, com figurino maravilhoso e fotografia deslumbrante, “A sociedade literária e a torta de casca de batata” é um filme emocionante e deixa algumas reflexões sobre a importância da literatura e do contato humano para superar momentos difíceis como o isolamento causado pela guerra, por exemplo. Nota de 0 a 5? 5

Crush à altura

A família poderia ser o que chamamos de “família de comercial de margarina”: União, beleza e inteligência – não fosse por um detalhe: A filha mais nova, Jody, é uma adolescente de mais de 1,80m de altura e sofre bullying por isso. Como é de se esperar neste tipo de produção, os “tipos” básicos do ensino médio estão presentes: A amiga gente boa, a turminha de esnobes, o melhor amigo apaixonado (e ignorado) e o mocinho perfeito. Apesar de tentar tocar em temas importantes como auto-estima, Crush à altura está longe de ser uma das melhores produções da Netflix, com enredo lento e cansativo. Nota de 0 a 5? 3

Meu eterno talvez

Durante toda a infância e adolescência eles foram melhores amigos, praticamente parte da família um do outro, até se afastarem após algumas palavras erradas no momento errado causarem um mal-entendido. Anos depois, eles se reencontram: Ela, uma conceituada chef. Ele, apenas um rapper que se recusa a correr atrás do sucesso e passa os dias fumando maconha e instalando sistemas de ar-condicionado com o pai e as noites cantando em pequenos bares. Será que eles conseguem deixar suas teimosias para trás e recomeçar de onde pararam? O filme é uma comédia romântica divertida e cheia de reflexões sobre o significado do sucesso, do dinheiro, da família e o peso que todos esses itens exercem na vida das pessoas. Nota de 0 a 5? 4.

Para todos os garotos que já amei. PS: Ainda amo você

Esse filme é continuação de “Para todos os garotos que já amei”. Lara Jean e Peter decidem dar uma chance ao amor, entretanto, o retorno de John, um dos destinatários das cartas de amor de Lara, pode colocar esse relacionamento em complicações. Falei sobre o livro que inspirou o primeiro filme neste post e continuo com a mesma opinião: Apesar de ser um clichê muito adolescente, é um filme delicado, engraçado e romântico, daqueles que vale assistir com o (a) crush. Nota de 0 a 5? 5.

Corra

Ele parece ter encontrado a namorada perfeita, mas, quando aceita viajar e conhecer a família dela, começa a perceber que há algo muito estranho no ar. Corra é um suspense intrigante e amedrontador que vai te fazer se arrepiar da cabeça aos pés. Nota de 0 a 5? 5.

Let’s dance

Outro filme onde balé e hip hop se misturam. Um talentoso e inseguro dançarino de hip hop se torna professor em uma prestigiada escola de balé em Paris. O enredo do filme é muito bom, as cenas de dança são perfeitas e o casal principal é fofo, mas o filme não conseguiu me cativar – algumas pontas ficam mal amarradas e o personagem masculino principal é teimoso e explosivo demais. Vale a pena assistir, mas sem maiores pretensões. Nota de 0 a 5? 3.

No ritmo da dança

Um dançarino cubano segue para os Estados Unidos em busca de seus sonhos e acaba encontrando o amor e um caminho de luta para conquistar seu espaço. As cenas de dança são muito bonitas, mas poderiam ser mais bem exploradas, as personagens são engraçadas e o final é previsível. Nota de 0 a 5? 4.

A vida secreta de Zoe

Zoe tem uma família perfeita e um emprego que ama, mas é como se algo sempre estivesse faltando, o que a leva a uma espiral viciosa de sexo e mentiras. O filme trata de um assunto delicado – Ninfomania, ou vício em sexo e suas conseqüências. Para algumas pessoas o filme pode parecer forte tanto pelo tema quanto pelas cenas. Nota de 0 a 5? 4.

Invocação do mal 1

O casal Warren, conhecido por caçar “fenômenos paranormais” é chamado para ajudar uma família que ao se mudar para a casa de seus sonhos acabou descobrindo que os sonhos podem ser na verdade, pesadelos.  O filme, baseado em fatos reais, é assustador, uma ótima pedida para quem ama filmes de terror. Nota de 0 a 5? 5.

Invocação do mal 2

Uma mãe solteira mora com suas crianças em uma antiga casa e vê, repentinamente, sua vida ser virada de cabeça para baixo quando estranhos fatos começam a acontecer com uma das filhas. Será que o casal Warren acreditará nos apelos e conseguirá salvar a família? Filme baseado em fatos reais, assustador e super indicado para quem ama filmes de terror. Nota de 0 a 5? 5.

Alguém especial

Jenny é uma jornalista musical que passa por um término de namoro ao receber uma proposta para trabalhar em outra cidade e decide ter uma última noite de farra com as melhores amigas. O filme é fútil e repleto de palavrões. Jenny é interpretada por Gina Rodriguez, atriz que estrelou a série Jane, a virgem (assim que a última temporada for disponibilizada eu vou fazer um super post sobre essa série). É uma ótima atriz, mas este filme não favoreceu sua atuação. Nota de 0 a 5? 2.

Personal Shopper

Sabe aquele filme que parece interessante e decepciona? Eu sinceramente esperaria mais da Kristen, que já fez bons papéis como Melinda no filme “O silêncio de Melinda” e também Bela, no filme Crepúsculo. Maureen, personagem interpretada por Kristen, é uma personal shopper – uma pessoa contratada para fazer compras para outra. Uma mulher solitária e aparentemente um pouco perturbada por seus supostos dons de mediunidade, incapaz de encontrar prazer no trabalho, sofrendo a ausência do irmão gêmeo que faleceu recentemente e se comunicando esporadicamente com o namorado que está trabalhando em outro país. Repentinamente, ela começa a receber mensagens de texto de um remetente desconhecido. O filme até começa apresentando uma premissa interessante, mas se torna lento e decepciona.Nota de 0 a 5? 1.

Então, já assistiram algum destes filmes? O que acharam? Comentem! E, se puderem, compartilhem o post no Facebook!

Dica Literária: Memorial de Aires

Mais um dos livros sugeridos para o #desafioliterário2020, Memorial de Aires é um livro que já li ano passado e estava procrastinando para escrever o resumo. Muito embora Machado de Assis seja um dos meus autores favoritos dentre os considerados clássicos em nossa literatura brasileira, essa obra em específico não figura entre as minhas favoritas – Um ritmo lento, narrado em na forma de diário que começa a ser escrito por um velho e aparentemente imperturbável diplomata aposentado. A narrativa inicia-se em janeiro de 1888, data em que o narrador completa um ano da sua aposentadoria e de seu retorno ao Rio de Janeiro. A narrativa segue imperturbável, com algumas observações sobre a sociedade, sem a acidez típica das obras machadianas, sem todo aquele emaranhado de descrições psicológicas. O Conselheiro Aires escreve sobre as pessoas que lhe são próximas, criando assim um texto intimista – Fala principalmente de sua irmã Rita, da viúva Fidélia e do casal Aguiar e sua solidão devida a ausência de filhos e ao afastamento do afilhado Tristão a quem amam como um filho. Aires, por uma conversa com sua irmã, decide conquistar Fidélia, viúva que se retirou das diversões da sociedade após a morte do marido, entretanto, o retorno de Tristão e o interesse do moço por Fidélia vão fazendo com que a decisão inicial de Aires vá se apagando aos poucos e ele passa a narrar os acontecimentos relativos a esse pequeno círculo social, composto por personagens da elite brasileira da época.

Mais tarde, pesquisando sobre o livro e a época em que foi escrito, descobri a existência de elementos autobiográficos do autor, que teria retratado a si e a esposa Carolina através do casal Aguiar. Também descobri que foi o último romance do autor. Entretanto, lendo e relendo aqui e ali, outro dado me caiu em mãos: O livro se passa entre 1888 e 1889, sendo 13 de Maio de 1888 o ano da abolição da escravatura no Brasil – E, especificamente sobre esse assunto, ou a aparente ausência dele, em um livro que se dedica a retratar os tipos de uma classe dominante, encontrei um incrível artigo de autoria de Pedro Coelho Fragelli, mestre e doutorando em Literatura Brasileira pela USP e faço questão de deixar o link aqui para vocês darem uma olhada – Aliás, sugiro mesmo que leiam, pois ao menos no meu caso, mudou bastante a percepção inicial que tive da obra.

________________________________________________________________________________

Link do artigo citado no texto:

FRAGELLI, Pedro Coelho. O Memorial de Aires e a Abolição. Novos estud. – CEBRAP , São Paulo, n. 79, p. 195-208, novembro de 2007. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002007000300010&lng=en&nrm=iso&gt;. acesso em 24 de janeiro de 2020. http://dx.doi.org/10.1590/S0101-33002007000300010.

Dica literária: Office-Boy em apuros – Bosco Brasil

Esse livro é um dos cinco livros indicados como opção do mês de Janeiro para o #DesafioLiterário2020! Não sabe do que se trata? Só visitar aqui!

Quem tem trinta e poucos anos provavelmente conhece os livros da Série vaga-lume: Livros dedicados ao público infantil/adolescente. Apesar de ter começado muito cedo a ler livros destinados a adultos, sempre recebi livros da série Vaga Lume como sugestão de leitura na escola e eram histórias curtinhas, divertidas. Recentemente ganhei de uma amiga um livro dessa série que eu não havia lido! Em dois dias li! Trata-se da história de Ed Onda, um Office boy cuja vida está de cabeça para baixo: Morando sozinho com o pai, um vigia noturno abandonado pela esposa, Ed tem muitas responsabilidades para a pouca idade. Para complicar ainda mais a rotina, ele tem que lidar com o chefe dos motoboys, Plínio, com Eugênio, o filho mimado do patrão e com o primeiro amor. Receita certa para um enredo engraçado e divertido, certo? Talvez um adolescente que leia as confusões do atrapalhado Ed Onda e seus amigos, consiga enxergar apenas isso: Trapalhadas sem fim, romances e um pouco de angústia. Como adulta, observo outros temas que o autor colocou: A interferência das expectativas dos pais no crescimento dos filhos – como a mãe das “gêmeas mingau”, sempre buscando emprego de modelo para as filhas, sem perceber que elas sequer gostavam da atividade. Ou a naturalização do trabalho de um menino tão jovem quanto o Ed contraposta ao completo mundo de preguiça e comodismo de Eugênio? É justo imaginar que dois meninos na mesma idade tenham um abismo tão grande separando suas vidas? Um sobrecarregado de responsabilidades e outro vivendo uma infância sem nenhuma responsabilidade? Nesse sentido, minha única crítica é ver o trabalho infantil foi naturalizado de forma não muito saudável nesta obra, afinal, o Ed Onda não apenas trabalha como faz a comida do pai e o escuta falar sobre a esposa com tom melancólico e ao mesmo tempo, despeitado. Por outro lado, Eugênio, o filho do patrão, não consegue resolver os próprios assuntos e mesmo proibido pelo pai, pede tudo para Ed! Ainda bem que ele amadurece bastante no decorrer do livro!

Sobre o autor: Bosco Brasil é um dramaturgo e escritor brasileiro, nascido em 1960 na cidade de Sorocaba (SP), já foi roteirista do programa infantil Castelo Rá-Tim-Bum, autor da novela Tempos Modernos (Rede Globo, 2001), além de outros trabalhos na literatura,  televisão, cinema e teatro.

Vida de estudante 1 – Divisibilidade

Boa noite leitores e leitoras! Hoje vamos iniciar mais um tema aqui no blog: Dicas para quem está estudando ou para quem gosta de manter a cabeça em dia, sem esquecer tudo ou quase tudo que passou anos aprendendo no colégio.

O tema da primeira postagem é Divisibilidade – Ou seja – Como saber se um número é divisível por outro gerando um resultado exato. Bacana né? Vamos lá:

Divisibilidade por 2: Essa é fácil! Um número é divisível por 2 quando é um número par.

Divisibilidade por 3: Um número é divisível por 3 quando a soma de seus algarismos produz como resultado um número múltiplo de 3. Exemplo: 36. 3 + 6= 9. Como 9 é múltiplo de 3, sabemos que 36 é divisível por 3.

Divisibilidade por 4: Um número é divisível por 4 quando os dois últimos algarismos formam um número divisível por 4. Exemplo:840. 40 é divisível por 4, portanto, 840 é divisível por 4.

Divisibilidade por 5: Um número é divisível por 5 quando termina em 0 ou 5. Fácil né?

Divisibilidade por 6: Um número é divisível por 6 quando é divisível por 2 e 3 ao mesmo tempo.

Divisibilidade por 7. Essa é mais difícil, mas vou tentar explicar, usando como exemplo o número 315:

1º passo. Separe a casa das unidades

31 – 5

2ºpasso: Multiplique o algarismo da direita (unidade que está separada) por 2 e subtraia o resultado do algarismo da esquerda:

5 x 2= 10

31 – 10 = 21.  Se o resultado dessa operação for divisível por 7, então o número original também é! Ou seja, no exemplo o resultado foi 21 que é divisível por 7, portanto 315 é divisível por 7.

Divisibilidade por 8: Um número é divisível por 8 quando os três últimos números formam um número divisível por 8. Exemplo: 12.160. Observe os três últimos dígitos, 160, é divisível por 8,

Divisibilidade por 9: Um número é divisível por 9 quando a soma dos seus algarismos forma um número divisível por 9. Exemplo: 297. 2+9+7= 18. Como 18 é divisível por 9, 297 também é.

Divisibilidade por 10: Um número é divisível por 10 quando termina em 0. Fácil.

Divisibilidade por 11: Um número é divisível por 11 quando a diferença entre a soma dos algarismos de ordem par e a soma dos algarismos de ordem ímpar é divisível por 11.

Exemplo: 14.927

Soma dos algarismos de ordem par: 4 + 2 = 6

Soma dos algarismos de ordem ímpar: 1+ 9+ 7= 17

Diferença entre os resultados acima: 17-6= 11.

11 obviamente é divisível por 11, então 14927 é divisível por 11.

E aí, gostaram das dicas? Lembram de ter aprendido isso na escola?

(Texto adaptado do Manual Estudefácil –Concurso Oficial de promotoria/ Não tenho o ano pois as páginas estavam soltas aqui em casa)

 

Leitura Sinistra

Minha “leitura sinistra” foge bastante ao tema, aliás, talvez nem seja considerada sinistra por muitas pessoas. Tenho algumas paixões na vida, entre elas estão os livros e a culinária – acho que quem me acompanha por aqui já sabe disso, né? Enfim, há um tempo, “adotei” na estante de doação de livros da biblioteca de Santos uma coleção de quatro livros cujo título é “Práticas do lar”.  São livros antigos, de capa dura já maltratada e páginas amareladas repletas de receitas para o dia a dia ou para ocasiões especiais, algumas com fotos e todas com “enfeitinhos” nas bordas da página. Até aí, tudo bem, certo? O que mais se esperaria de uma coleção chamada “Práticas do lar” além de receitas e dicas domésticas?. O fato é que apenas os três primeiros livros continham receitas, o quarto livro dedicava-se a tratar de “direitos e beleza da mulher”! E isso me incomodou terrivelmente! Como assim? Então uma coleção de práticas do lar é voltada apenas para a MULHER? Até onde eu saiba homens também comem, também recebem visitas, também se vestem e precisam sim cuidar da pele e cabelos? Ou não? Pois é! Achei sinistro perceber o quanto no ano de 1978 (ano do livro), era naturalizado o papel da mulher como alguém “do lar” e o quanto é ainda recente a conquista de alguns direitos que hoje temos. Pessoalmente, por mais que eu adore cozinhar e fazer agrados pras pessoas que amo (e sim, acredito que nesse e somente nesse sentido, se um dia eu me casar, vá ser a esposa que espera sempre o marido com uma comida gostosa pronta), não consigo me ver vivendo uma vida onde alguém decida tudo por mim e onde minhas obrigações sejam sempre relacionadas a beleza, casa e filhos. Assustador imaginar a vida feminina conforme descrita neste “volume 4” da coleção – E vou adiante: Acredito que deveria ser um pesadelo para o homem também, afinal, qual o prazer em viver com uma mulher que não acrescente nada a ele em termos de visão de mundo, experiências e independência? Acredito que em qualquer relação humana, o cuidar do outro deve ser separado do “manter o outro dependente e apático diante da vida”.

Sobre os outros três livros: As receitas antigas fariam meu contador de calorias explodir! Quanto açúcar e gordura de uma só vez! E quanta carne! Apesar disso, encontrei muita coisa que me deixou com água na boca e, certamente, pouco a pouco, farei adaptações para o veganismo e postarei por aqui!

E vocês? Quais reflexões trazem sobre essa questão da condição da mulher na sociedade através dos tempos? Também acharam a leitura sinistra?

sinistra