Pipoca, suco geladinho e boas risadas! As melhores comédias para as suas férias de verão!

A família bagulho

Para sair de uma enrascada, ele aceita ir até o México buscar cocaína – E como fazer para não chamar atenção na fronteira? Fácil! Viagem em família – Mesmo que seja de mentirinha! Prepare-se para as melhores férias! Um filme super divertido que conta com nomes como Jennifer Aniston (A Rachel de Friends) no elenco. Nota de 0 a 5?5.

O pacote

Eles são jovens, animados e vão acampar. O que poderia dar errado quando o carro ficou tão longe do local onde as barracas serão montadas? E se de repente um dos amigos sem querer cortar o “melhor amigo” fora e precisar de socorro urgente? As melhores trapalhadas acontecem neste filme bizarro. Não tentem fazer isso em casa! Nota de 0 a 5? 5.

Mistério no mediterrâneo

Ele decidiu levar a esposa a um passeio na Europa, mas conheceram um homem misterioso que os convidou para uma viagem marítima numa embarcação de luxo. Tudo seria perfeito se as pessoas parassem de morrer. Jennifer Aniston arrasou neste filme! Vale a pena assistir, mas tem que ter paciência nos primeiros 15 – 20 minutos. Nota de 0 a 5? 5.

Resgate do Coração

Após um inesperado divórcio, ela decide viajar sozinha para a segunda lua de mel que havia programado – Só não sabe que a viagem iria mudar sua vida, fazendo-a reencontrar sua profissão, aproximar-se mais do filho e encontrar um novo amor! Além de uma ótima história, o filme tem paisagens maravilhosas da África. Nota de 0 a 5? 5.

Um crime para dois

Um atrapalhado casal estava em crise no relacionamento – Até que de repente o destino os coloca na hora e lugar errados e eles se tornam suspeitos de um crime. Agora só resta correr contra o tempo para descobrir o verdadeiro culpado e escapar da cadeia. Uma comédia policial com direito a tiros, seitas estranhas e muitas gargalhadas. Nota de 0 a 5? 5.

Viagem das garotas (girlstrip)

Amigas para sempre é o lema dessas mulheres que se conhecem desde a adolescência e tomaram caminhos completamente diferentes na vida. Uma viagem pode ser uma ótima ideia para reunir todas – Mas será que essa amizade resiste aos conflitos causados pelas diferentes ideias sobre a vida e outras questões? O filme é muito engraçado e a atuação de Queen Latifah é um show a parte, mas não vale prestar atenção apenas nas atuações engraçadas: Viagem das garotas é um desses filmes que trazem uma mensagem sobre a vida – Será que vale a pena viver uma vida de aparências apenas pelo dinheiro? Nota de 0 a 5? 4.

Entre vinho e vinagre

Elas trabalharam juntas numa pizzaria e nunca deixaram de ser grandes amigas. Agora que Rebecca está completando cinqüenta anos, decidem fazer uma viagem para a Terra do Vinho – Acontece que o conceito de diversão é muito pessoal para ser espremido em um itinerário e isso pode gerar alguns conflitos – Principalmente quando se exagera no vinho. Vale a pena dar ótimas risadas com essas cinquentonas incríveis! Nota de 0 a 5?4

Cofee&Kareen

Coffee é um policial branco que se envolve com a mãe de Kareen, uma mulher negra. Acontece que Kareen não gosta nada da ideia de ver a mãe namorando um policial e vai fazer de tudo – até contratar um assassino profissional – para impedir esse relacionamento. Só que o tiro saí pela culatra e os dois terão que fugir de um gangster perigoso, lidar com suas diferenças e salvar a mãe de Kareen. É um filme de comédia policial bem divertido. Nota de 0 a 5? 4.

Gostaram da lista? Comentem!

Sábado no sofá? Aproveite essa lista dos filmes assistidos em Agosto, Setembro e Outubro!

365 DNI

 A mídia quis vender este filme como “o novo 50 tons de cinza”, porém há uma diferença muito grande entre os dois filmes: A liberdade de escolha. Na trilogia 50 tons de cinza, a personagem feminina teve a escolha de ficar ou não ao lado do parceiro. Por mais problemática que possa ser a relação deles em muitos sentidos, ela poderia partir no momento em que não quisesse mais estar ao lado dele. Já em 365 DNI, a protagonista Laura é seqüestrada e comunicada que teria 365 dias para se apaixonar por seu seqüestrador. Além disso, Massimo é um homem bruto – O que fica bem claro nas primeiras cenas do filme. Apesar de todos os problemas envolvendo a película, o final deixa um sabor de “quero mais” e é inegável que assistirei ao próximo filme para saber qual será o desfecho das personagens. Vale dizer que as paisagens italianas são um show a parte na produção e a trilha sonora é bem envolvente. Nota de 0 a 5? 3,5,

Os caça fantasmas:

            Filme clássico da minha época de infância (que eu não me recordava de haver assistido, embora minha mãe jure que eu assisti), os caça-fantasmas apresentam uma equipe de amigos cujo objetivo é… Caçar Fantasmas. O problema é que eles são medrosos e atrapalhados. Não é um filme de terror e sim uma comédia divertida, com direito a monstros de marshmallow, gárgulas que se tornam monstros, romance, destruição de prédios e gosmas nojentas que não causam tanto nojo assim. Vale as risadas. Nota de 0 a 5? 5.

Bird Box

            Um filme intenso que acompanha o final da humanidade como a conhecemos. Quando seres misteriosos começam a aparecer e causar suicídios em quem os vê, um grupo de pessoas consegue ficar em segurança dentro de uma casa – Até que um infiltrado acaba causando a morte de quase todos, exceto de um homem, uma mulher e seu bebê recém nascido e um outro bebê também recém-nascido e órfão. Anos depois, praticamente sem condições de encontrar comida, ela precisa descer um rio de olhos vendados até encontrar uma comunidade de pessoas isoladas para sobreviver. Vale muito cada segundo de suspense. Nota de 0 a 5? 5.

A dançarina imperfeita

            Ela tinha todos os planos traçados para entrar na faculdade dos sonhos – Até cometer um ato falho e estragar tudo. Agora, sua única chance é entrar para a equipe de dança do colégio – Detalhe: Ela não sabe dançar. O filme é uma comédia romântica super divertida e fala sobre sonhos, realizações a descobertas. As coreografias são lindas e com certeza você vai querer movimentar muito o corpo depois de assistir. Nota de 0 a 5? 5.

Aniquilação

            Ela acredita ter perdido para sempre seu grande amor, desaparecido após uma missão no exército. Isso até ser surpreendida com seu reaparecimento em casa aparentando sofrer de uma estranha doença. Levada para a base militar, ela descobre que nenhum dos outros membros da missão retornou e tem duas opções: Vê-lo morrer  do mal misterioso que o acomete ou ir com outras mulheres para o mesmo lugar misterioso que seu marido e outros homens haviam ido, com grande chances de não voltar. Achei o filme meio confuso e cansativo. O ponto alto é a breve atuação de Gina Rodriguez (a Jane, de Jane a virgem). Nota de 0 a 5? 2.

Trilogia “O Senhor dos Anéis”

Um anel capaz de trazer o mais puro mal para a Terra Média precisa ser destruído. O filme fala sobre coragem e sobre o poder de um coração puro. Apesar do universo de fantasia com direito a elfos, anões, magos, reis e hobbits, a trilogia Senhor dos Anéis está bem longe de ser um filme infantil – A trama é mais complexa do que pode parecer e há muitas cenas de luta/guerra. A adaptação foi bem fiel aos livros, mas ainda assim não substitui  – Aconselho que leiam os livros e vejam os filmes. Nota de 0 a 5? 5.

Loucademia de Polícia 1 e Loucademia de Polícia  2.

Quando a academia de polícia passa a aceitar todas as pessoas que desejarem seguir carreira policial o caos se instala: Recrutas completamente desastrados sendo treinados por policiais que querem fazê-los desistir a qualquer custo vão nos fazer dar boas risadas. O filme é antigo, mas está disponível na Netflix. Nota de 0 a 5? 4.

Mentiras Perigosas

Uma herança inesperada pode mudar tudo – Até mesmo a personalidade das pessoas que você julga conhecer. Isso é o que descobre uma jovem que trabalha cuidando de um idoso quando recebe uma inesperada herança. Filme eletrizante com uma protagonista forte. Nota de 0 a 5? 4.

Oferenda à tempestade:

Terceiro filme da trilogia iniciada com O guardião Inivisível e Legado nos Ossos, oferenda à tempestade traz uma Amaia Salazar disposta a ir até as últimas conseqüências para encontrar sua mãe e solucionar de vez por todas os misteriosos crimes que assolam o vale. Para isso, Amaia irá encontrar seus piores medos e viver um verdadeiro pesadelo. Assim como os dois primeiros filmes, Oferenda à tempestade causa um arrepio na espinha, mas não é um filme que extrapole os limites já conhecidos para o gênero. Uma excelente dica! Nota de 0 a 5? 5.

O dilema das redes

Conhecer os mecanismos por trás das redes sociais é importante. Atualmente, com os celulares modernos que nos mantém conectados com o mundo o tempo todo, é praticamente impossível não possuir acesso a uma ou mais redes sociais. Quais os impactos disso na vida das pessoas e da sociedade? Até onde os algoritmos das redes nos manipulam a agir deste ou daquele modo, reforçando interesses e hábitos ou sugerindo conteúdos? É um documentário fundamental para refletirmos. Nota de 0 a 5? 5.

Amor garantido

Uma jovem advogada em sérios apertos financeiros. Um rapaz decidido a processar um site de encontros que promete aos usuários que encontrarão o amor em até mil encontros. Uma comédia romântica divertida que vai te mostrar que, no amor nada é tão garantido assim. Nota de 0 a 5? 4.

O plano perfeito

Ela acredita que as mulheres da família são amaldiçoadas a sempre se divorciarem do primeiro marido, por isso nunca se casou. A solução para poder casar com o grande amor da sua vida parece bem simples: Casar antes com qualquer pessoa e se divorciar em seguida. Pode parecer um ótimo plano, mas será que ela irá superar as aventuras que viveu para conseguir casar e se divorciar? Ou seus planos serão alterados pelo destino? Uma comédia romântica muito divertida, com belas filmagens na África e na Rússia.

Nota de 0 a 5? 5.

Sob a pele do lobo.

Cansado da solidão das montanhas, ele decide encontrar uma esposa. Mas será que uma mulher encontraria felicidade em morar ao lado dele em um lugar deserto e longe dos confortos que conheceu no vilarejo onde morava? Sob a pele do lobo é um drama com poucas palavras, atuação expressiva e contexto denso. Além de ótimos atores, a fotografia do filme se destaca com belas paisagens das montanhas e ruínas. Nota de 0 a 5? 3.

Democracia em vertigem

Documentário da jornalista Petra Costa, Democracia em vertigem é fundamental para entender o golpe de 2016 desde o início bem como começar a vislumbrar as conseqüências nefastas que o governo Temer e o governo Bolsonaro teriam para o país. Um ótimo trabalho que foi indicado ao Oscar. Nota de 0 a 5? 5.

Árvore de Sangue

Um casal de jovens decide escrever sua história para explorar melhor o passado de suas famílias. Uma experiência dramática, que pode destruir a relação deles ou fortalecê-la, dependendo de como decidam lidar com o passado e com as conseqüências de alguns atos. Um ótimo filme, com belas paisagens, muito drama e histórias que se cruzam e personagens femininas bem construídas – Definitivamente é um filme para pessoas maduras e pode ser entediante para adolescentes e completamente impróprio para crianças. Nota de 0 a 5? 5.

A Babá

Cole é jovem, inseguro e é o único menino da sua turma que ainda tem babá – O que não é um problema, já que ele é apaixonado por ela. Parece clichê? Parece. Até a babá tentar matá-lo em um ritual diabólico.  A babá é um filme do gênero comédia de terror – É engraçado, mas pretende ser também aterrorizante e exagera no sangue (evidentemente falso) derramado. Pra quem procura um filme sem maiores questionamentos, com jovens bonitos, figurino descolado, ação, humor e um pouco de susto, é uma ótima opção. Nota de 0 a 5? 3.

A babá: Rainha da morte.

Anos depois da noite em que escapou de ser assassinado por sua babá, Cole ainda tem que lidar com as conseqüências: Ninguém acredita em sua versão dos fatos e a babá nunca mais foi vista pela cidade. Talvez seja hora de retomar a vida e se divertir um pouco com a melhor amiga, certo? Não para ele, que se verá novamente cercado por jovens sedentos por realizar seus desejos (fúteis) através da realização do mesmo ritual do qual ele já escapou uma vez. E adivinhe quem estará de volta? A babá. Assim como o primeiro filme, não espere muito dele além de jovens bonitos com figurino descolado, ação, humor e um pouco de susto com muito sangue cenográfico e exageros. Nota de 0 a 5? 3

Deslize:

Ele criou o aplicativo de pegação perfeito: Nada de nomes verdadeiros, informações pessoais ou perspectiva de um segundo encontro. Parece perfeito para os jovens que buscam apenas divertimento por uma noite – Mas entre a necessidade de ganhar dinheiro e suas convicções éticas que reprovam tal comportamento, o que irá vencer? Está lançado o dilema, especialmente quando sua mãe decide criar um perfil no aplicativo. Nota de 0 a 5? 2.

O impossível:

O que parecia ser a viagem de férias perfeita se torna um pesadelo quando um tsunami destrói o litoral do país e separa a família. Sem saber se os outros estão vivos ou mortos, eles terão que lutar para sobreviver em um país desconhecido mergulhado no caos de uma grande tragédia natural. Baseado em fatos reais. Nota de 0 a 5? 5.

Campo do Medo

Adaptação de livro do Stephen King, Campo do Medo nos apresenta pessoas perdidas dentro de um campo alto suficiente para impedir que se veja a saída. O terror consiste no loop de espaço-tempo que ocorre dentro da mata, levando as pessoas ininterruptamente aos mais diversos desfechos. É um bom filme, mas ficou longe de estar entre os mais aterrorizantes. Nota de 0 a 5? 4.

Gostaram das dicas? Comentem!

Prepare o sofá, a pipoca e os nervos pra essa lista de filmes assistidos em Abril!

Abril foi um mês de filmes pesados! E eu juro que não pretendia assistir tanta coisa intensa – Afinal, estamos em uma pandemia e o importante é relaxar, certo? Pois é, como dizem por aí, “Falhei na missão”.  Mas calma! A maioria dos filmes vale muito a pena!

Clímax

Um filme francês onde um grupo de bailarinos, em uma festa realizada no último dia de ensaio, sofre os efeitos do LSD colocado na bebida. O filme tem uma atmosfera pesada, consumo de drogas, palavrões, sexo. O mais assustador, porém, é saber que foi baseado em uma história real! Nota de 0 a 5? 2.

O autor

O filme conta a vida de um homem que deseja ser um escritor consagrado. Ele é irritante e inseguro. Após se divorciar, vai morar em um apartamento e começa a trabalhar em um romance, baseado nas situações que acontecem na vida de seus vizinhos, manipulando e observando as pessoas em busca de material para escrever. O final é surpreendente. O filme tem cenas de nu frontal masculino e feminino, então, se você não fica à vontade assistindo essas cenas, cuidado! Nota de 0 a 5? 3.

O Guardião Invisível

Filme espanhol de suspense e mistério acompanha a detetive Amaia Salazar, que se vê assombrada pelo próprio passado ao retornar a cidade em que nasceu para investigar uma série de assassinatos misteriosos. O filme se baseia na trilogia de Baztan, da escritora espanhola Dolores Redondo. O filme é um suspense cheio de detalhes, daqueles que mantém os olhos vidrados na tela, tem algumas cenas com sangue e corpos mutilados, mas nada que possa ser considerado tão pesado para quem está acostumado com o gênero. Nota de 0 a 5? 5.

Legado nos Ossos

É a continuação do filme “O guardião invisível”. Amaia Salazar se vê novamente envolvida em uma seqüência misteriosa de crimes que a leva de volta a cidade natal. Há elementos envolvendo a história e as lendas locais e Amaia irá perceber que há uma grande proximidade com sua própria história. Assim como o primeiro filme, as cenas não são muito diferentes da maioria dos filmes desse gênero – É o suficiente para causar um arrepio na espinha, mas não extrapola muito os limites conhecidos. Nota de 0 a 5? 5.

Inferno

Baseado na obra de Dan Brown, Inferno nos leva, junto ao professor Robert Langdon, a uma corrida contra o tempo para impedir a liberação de um vírus que irá exterminar a humanidade. O filme tem cenários maravilhosos, citações de Dante, ação e reviravoltas surpreendentes. Também desperta algumas reflexões interessantes sobre a humanidade e seus efeitos no planeta em que vivemos. Nota de 0 a 5?5

Em busca de Zoe

De longe, o filme mais clichê que assisti em Abril, a obra retrata o dia a dia de Echo e sua família, que precisam superar a morte de Zoe, a filha mais velha, assassinada brutalmente. O filme é um suspense leve sobre um tema bastante pesado, que envolve a escola, os sonhos de uma adolescente, o medo, drogas e crime. Nota de 0 a 5? 3

O passageiro

Ao pegar o trem de sempre logo após ser demitido, um policial em dificuldades financeiras é abordado por uma misteriosa mulher com uma incumbência hipotética e uma alta recompensa. Com pouco tempo para descobrir a motivação da proposta, ele se vê encurralado e precisa lutar para salvar sua vida, sua imagem e a vida de todos que estão no trem. Nota de 0 a 5? 5.

A origem

Uma organização especializada em invadir os sonhos para roubar informações recebe a proposta de fazer com que o herdeiro de uma grande companhia decida vender parte dos negócios do pai. Uma missão quase impossível que Cobb, um homem perturbado por erros do passado, irá aceitar como uma tentativa desesperada de poder voltar para casa. Nota de 0 a 5?5

Morte às 6 da tarde

Um filme arrepiante, repleto de sangue, violência, corpos e suspense, morte às 6 da tarde deixa um gostinho de decepção ao ter o mistério solucionado de forma rápida. A ideia de uma assassino recriando castigos do século XVIII é bem atrativa e apesar das cenas capazes de causar náuseas (não coma pipoca assistindo esse filme), acaba prendendo a atenção, mas, quando a equipe policial consegue descobrir o assassino, o filme perde bastante o ritmo e se torna enfadonho – Depois melhora bastante, com uma nova reviravolta. A personagem principal também não convence muito, uma mulher arrogante e sempre mal-humorada. Nota de 0 a 5? 3

Se eu fosse homem

Única comédia do mês de Abril, se eu fosse homem conta a história de uma mulher divorciada que, após uma tempestade, amanhece com um pênis. É um filme para rir e refletir sobre algumas diferenças entre homens e mulheres e a forma como elas afetam o dia a dia. Como é algo totalmente fora da realidade, não dá pra esperar uma grande reflexão, mas certamente proporciona muitas risadas e um final surpreendente com gostinho de “será que vai ter uma sequência?”.

Flu

Um vírus desconhecido, fatal e altamente transmissível se alastra por uma cidade coreana, desencadeando uma crise sanitária e política. Com a cidade isolada, surge a questão: Acreditar em uma cientista que diz ter conseguido curar a filha – e portanto, produzir anticorpos para uma vacina – Ou matar toda a população antes que o vírus atinja a capital? O assustador, no caso deste filme, não é o apenas o vírus, mas a questão política – Afinal, o mundo estaria mesmo livre de pessoas que preferem matar uma cidade inteira ao invés de acreditar e buscar uma vacina? Nota de 0 a 5? 5

E vocês, leitores e leitoras, quais desses filmes já assistiram? Conta pra mim! E, se gostam do conteúdo, compartilhem nas redes sociais de vocês, pra página ganhar mais seguidores!

Abraços!

Desafio cinetoscópio #14: Um filme da sessão da tarde

Um dos meus filmes favoritos na infância, “Elvira, a Rainha das Trevas”, marcou lugar na sessão da tarde no inicio dos anos noventa.

O enredo é bem simples e por isso é bem difícil comentar com detalhes sem revelar a trama, mas em resumo pode-se contar que uma caricata e sexy apresentadora de filmes de terror recebe a notícia de que é herdeira de sua rica tia e segue animada para a cidade pequena onde deve ocorrer a leitura do testamento. Desde o início, fica claro que a desinibida Elvira jamais se encaixaria naquela cidadezinha e esse é o início de um filme que promete algumas horas de risadas (mesmo nas horas que pretendem ser tensas).

O filme é ideal para quem procura risadas e pouco romance e a boa notícia – Dá pra assistir no Youtube!

 

Luz, Câmera, Ação: 10 filmes que assisti esse ano e adorei

Olá leitores e leitoras, chegou o momento de fazer aquela lista dos filmes que eu assisti e adorei! Não me julguem pelos filmes que assisto! Estava aqui relembrando tudo que assisti este ano e a lista dos que eu mais gostei parece a lista de uma menina de 16 anos!

  • High School Musical: Na verdade não é um filme, e sim uma trilogia. Aquele romance bem água com açúcar que segue uma lista de elementos previsíveis: Menino e menina se conhecem em uma festa durante as férias e, no primeiro dia de aula descobrem que são colegas de sala – aí surgem os amigos, os rivais, as intrigas e os momentos bonitinhos e românticos. Tenho certeza que há vários filmes assim, mas essa trilogia por algum motivo me encanta. Talvez a questão da música, tão presente nos três filmes. Talvez o casal principal que é simplesmente muito fofo… Vale a pena assistir!
  • Irmãs Vampiras: Outro filme padrão 15 anos de idade. Apesar do título, as meninas não são vampiras, são meio vampiras, meio humanas. É romântico e muito engraçado
  • A um passo da eternidade: Esse filme é antigo,muito antigo mesmo! E é um dos meus favoritos. Um filme sobre a guerra, romântico, dramático e estrelado por ninguém menos que meu ídolo: Sinatra.
  • Em busca da Terra do Nunca: Um filme baseado em fatos reais sobre J.M Barre, o autor da história do Peter Pan e o fato que o inspirou a escrever sua melhor obra! Lindo e muito tocante.
  • Se eu ficar: O filme é baseado em um livro com o mesmo nome e conta a história de uma jovem estudante de música que acabou de terminar o namoro com o seu primeiro amor, um músico poucos anos mais velho. Ela e a família sofrem um acidente de carro onde todos morrem e ela fica entre a vida e a morte e tem que decidir se irá voltar e prosseguir numa vida sem as pessoas que ama, ou se irá desistir e morrer com eles. Ela revisita várias coisas que aconteceram durante a vida, o inicio de seu amor pela música, o momento em que conhece o namorado, o término. É um filme bonito e bem triste e eu estou aguardando muito a continuação dele.
  • Como eu era antes de você: Outro filme dramático, baseado em literatura do tipo “mais vendidos para adolescentes”. O filme conta a história de um homem jovem, rico e ousado que ficou paraplégico e de uma moça cuja família vive com certa dificuldade. Ela é contratada pela família dele para acompanhá-lo e fazer com que ele desista de cometer um suicídio assistido. A convivência e a forma como ele a ajuda a vencer sua insegurança acabam transformando a relação em um romance muito bonito, mas eu não vou contar o final para vocês. Assistam!
  • Orações para Bobby: É um filme sobre família e preconceito. Não vou fazer uma sinopse aqui porque ele vai ser tema daquela tag “Desafio Cinetoscópio dos 30 filmes”. Aguardem!
  • Dança com lobos: É outro filme antigo (coloca antigo nisso) que minha mãe me apresentou esse ano. Eu precisava assistir um filme que ganhou um Oscar e que, na minha opinião, mereceu o prêmio (coisas do Desafio Cinetoscópio dos 30 filmes) e estava sem idéias! Pedi opiniões da minha mãe e ela me indicou esse filme. Adorei! Também não vou falar muito sobre ele aqui, pois será tema de post em 2017
  • O Primo Basílio: Nessa lista não poderia faltar um filme baseado em livro, não é? O Primo Basílio foi um dos meus livros preferidos na adolescência, na época do colégio, então, quando vi que havia um filme quis assistir imediatamente, eu já postei o resumo dele aqui no blog e só posso dizer: Assistam! E leiam o livro!
  • Escrevendo uma nova vida: Um filme muito bonito sobre uma adolescente que sonha em seguir carreira como cantora e um dia recebe uma carta de um senhor desconhecido. Ela o procura e descobre que se trata de um idoso que escreve cartas para as pessoas, pois é a maneira que encontrou de fazer seu dom trazer luz para a vida delas. Nasce então uma amizade muito bonita entre os dois. O filme é emocionante! Vale a pena assistir.

E vocês? Quais filmes assistiram esse ano? Quais vocês indicam? E Quais não indicam?

492694660

Desafio cinetoscópio #10 – O Primo Basilio

Prosseguindo com o Desafio Cinetoscópio dos 30 filmes, chego a proposta número 10: Falar sobre um filme nacional.
No momento, o cinema nacional tem feito sucesso com o filme Aquarius, que pretendo assistir em breve, entretanto, hoje eu preciso confessar uma coisa para vocês: Meus filmes nacionais favoritos são adaptações de livros. Um filme que assisti por acaso esta semana me chamou especial atenção e eu vou falar sobre ele. Trata-se do filme “O primo Basílio”, adaptação da obra de mesmo nome do autor português Eça de Queiroz. O elenco é excelente e a tomada de imagens faz o expectador acreditar tratar-se de um filme rodado na década de 50. Embora haja algumas adaptações – o livro passa-se em Portugal e o filme no Brasil – o enredo segue bem fielmente o livro. Uma coisa me chamou atenção: A sociedade retratada é muito machista! Eu não prestei atenção a isso quando li o romance (talvez porque na época eu tivesse uns doze anos), mas hoje percebo muito o machismo – o quanto os homens julgam as mulheres que como Leonora decidem viver suas vontades e prazeres, a preocupação de Jorge ao pedir que um amigo “tome conta de Luisa enquanto ele estiver fora” (tomar conta? é uma criança por acaso?) e (SPOILLER: SE VOCÊ NÃO LEU OU ASSISTIU PULE PARA O PARAGRAFO  DE BAIXO) o  fato de que quando as coisas começam a apertar, Basílio vai embora e deixa Luisa na mão, voltando para o Brasil somente após a morte dela e sem dar grande importância ao acontecido.

Também chama a atenção a pouca interação entre as mulheres no filme e o fato de que, quando há alguma interação é de forma antagônica (Juliana e Luisa protagonizam cenas bem tensas) ou então para falar sobre… Homens! Há uma escala sobre a adequação de filmes aos ideais feministas (preciso lembrar o nome e escrever sobre isso aqui no blog) e definitivamente esse livro e esse filme não iriam obter uma boa nota neste quesito. De toda sorte é um filme excelente e uma forma agradável de complementar a leitura do romance.

Desafio Cinetoscópio #8: Um filme que você considera um clássico.

Se me perguntarem sobre um filme que considero um clássico, certamente vou citar “A um passo da eternidade”. Mas eu já falei sobre este filme no desafio no item #4 e agora precisei escolher outro filme que eu considerasse clássico. Acabei escolhendo então “Um Bonde Chamado Desejo”. É um filme de 1951, baseado na peça homônima de Tennessee Willians. O filme se passa em Nova Orleans, Estados Unidos e tem sua ação baseada na vida de duas irmãs: Stella Kowalski, casada com Stanley é uma dona de casa a espera de seu primeiro filho, que recebe a visita da irmã, Blanche DuBois, mulher madura e atraente, cujo marido se suicidara tempos antes. Vindas de uma família que possuíra boas posses, apresentam reações diferentes diante dos infortúnios da vida – Stella casa-se com Stanley, homem rude, grosseiro, dominador que exerce sobre ela um fascínio sensual. Blanche desenvolve alcoolismo, além de entregar-se a aventuras que lhe rendem uma má reputação. Os modos de uma refinada vulgaridade de Blanche contrastam-se com o comportamento grosseiros de Stanley, que a desmascara perante a esposa e perante o homem pelo qual Blanche se interessa ao chegar a Nova Orleans, culminando num desfecho triste.

Assisti este filme quando escolhi uma cena da peça para apresentar em uma prova de ingresso no curso técnico de teatro, para o qual infelizmente não cheguei a ser aprovada. Não é um filme significativo em se tratando de analisar eventos históricos ou políticos, mas possui um texto marcante, ótimo elenco e traz uma reflexão sobre o machismo: O comportamento de Blanche diante do homem pelo qual ela se interessa é irrepreensível, mas ainda assim ela é julgada e condenada por seu comportamento passado. Infelizmente,julgar o caráter de uma mulher pelo seu passado afetivo sexual é ainda uma prática comum, embora as consequências atuais não sejam tão cruéis como na década de 50, o comportamento julgador da sociedade, em especial dos homens, ainda pode ser bastante cruel. Há também cenas de violência doméstica, física e psicológica, que são encaradas como naturais pela vítima e pelos que estão ao redor, outro comportamento que devemos lutar para mudar no dia a dia: Violência não deve ser aceita!

Em geral, indico o filme e o livro, e espero um dia assistir alguma montagem teatral baseada no livro.

“Não quero realismo. Eu quero magia. Sim, sim, magia. É o que tento dar às pessoas. Não digo a verdade, digo o que deveria ser verdade. E se isso é pecado, que eu seja amaldiçoada para sempre. (Blanche DuBois)”

Desafio Cinetoscópio #7: Um filme com a sua atriz favorita

É, esse negócio de falar sobre favoritos não é algo que me seja fácil. Demorei para pensar em um ator favorito e demorei ainda mais para pensar em uma atriz favorita – Acabei me decidindo pela Piper Perabo, atriz que me conquistou desde que assisti “Assunto de meninas” (lost and delirious) pela primeira vez e desde então eu sempre procuro assistir filmes onde ela atue.

Para o desafio de hoje, escolhi falar sobre um filme leve, uma comédia romântica: Imagine eu e Você. No filme, Piper faz o papel de Rachel, uma moça doce e tímida que está se casando com o melhor amigo, Heck. Tudo parece perfeito e, ainda na festa Rachel conhece Lucy, a florista. Daí em diante começam as cenas mais bonitas do filme, que traça os relacionamentos de forma engraçada, sutil e delicada. Vale a pena assistir!

 

 

Desafio Cinetoscópio #5

Continuando o desafio cinetoscópio, o tema para a 5ª postagem é “Um filme Francês¨ Espero que gostem da postagem e, se já assistiram (ou vierem a assistir por curiosidade), deixem um comentário!

Azul é a cor mais quente (Título original La vie d’Adèle) é um filme francês de 2013. Inspirado numa HQ, o filme ganhou diversos prêmios e causou muita polêmica. É, acima de tudo, um filme sobre auto-descoberta e sobre consequências emocionais de um ato impensado. O filme é longo (praticamente três horas de duração) e tem muitas cenas de sexo praticamente explícito, o que o faz uma péssima escolha para quem gosta de organizar aquelas sessões de filmes e pipoca em casa.
Sobre a fotografia do filme: Acho interessante a forma como as imagens são captadas: A câmera focaliza as personagens dando enfase a pequenos detalhes, como o dormir, o comer, o pentear os cabelos, tudo tão natural que é como se você tivesse seguido uma amiga e filmado ela com uma câmera de boa qualidade no decorrer do dia.
As atrizes conseguem prender a atenção o tempo todo e os cabelos azuis da personagem Emma são encantadores, bem como o jeito de menina insegura da Adèle. A abordagem poética também é interessante, em especial as cenas que se passam no colégio da Adèle nas aulas de literatura e a forma como Emma desenha Adèle no primeiro encontro delas. Ao mesmo tempo em que me encantei com o filme, me senti um pouco incomodada pelo excesso de pornografia que não me deixou à vontade (tive que diminuir o volume do computador pois fiquei com vergonha pensando que os vizinhos iriam ouvir os gemidos nas cenas mais quentes), então, para quem já tem mais de 18 anos e não se incomoda com cenas assim, o filme é super indicado. Para os mais sensíveis talvez não seja uma boa ideia.

 

Aquele filme que você já sabe como termina

Duas famílias inimigas se enfrentam pelas ruas de Veneza – quis o destino que os jovens filhos de ambas as casas apaixonassem-se perdidamente um pelo outro. Conhece esta história? Sim, estou falando de Romeu e Julieta. O filme é daqueles que todo mundo sabe o final, todos sabem que a história não acaba bem e ainda assim, quem resiste? Essa semana, por algum motivo, fiquei com uma vontade louca de assistir este filme e acabei entrando no youtube. Resultado? Rios de lágrimas.  Vale muito a pena assistir!

E detalhe: O Romeu é simplesmente lindo!