As dez pragas do Brasil

Acompanho os fatos da semana com um silêncio cansado e uma xícara de chá antes de dormir. Não tomo notas, apenas leio e vou digerindo todas as notícias indigestas, aguardando o final da tarde de domingo para prosear sobre o caos, quero dizer, sobre o mundo, e suas notícias. Dentre muitas coisas, uma notícia e suas repercussões me chamaram a atenção: A nuvem de gafanhotos que se aproximou do sul no país. Brasileiro é um povo que realmente precisa ser estudado – E isso é uma constatação e não uma crítica , afinal a mesma imaginação que nos permite zombar de qualquer limite é o que nos faz conseguir estender o salário até o final do mês – A quantidade de “memes” criada sobre os gafanhotos inundou as redes sociais e ironicamente, muitas pessoas que criticaram e acusaram a China de ter espalhado o COVID-19 pelo mundo por consumir carnes exóticas, passaram a postar receitas de como consumir gafanhotos, como se isso fosse comum. Também reparei que muitos deles relacionavam os insetos a certo capítulo bíblico onde dez pragas teriam castigado o povo do Egito. Confesso que não sou uma especial apreciadora de contos e histórias bíblicos, mas fui procurar um pouco e encontrei algumas coisas bem interessantes: Observando bem, o Brasil já está há tempos lidando com pragas, o rompimento da barragem de Brumadinho tingiu nossas águas de sangue inocente, nossa fauna silvestre vem sendo massacrada, chuvas e secas castigam as lavouras, ano passado o céu escureceu com as nuvens de fumaça proveniente das queimadas na Amazônia, nuvens de pernilongos espalharam de norte a sul dengue, chikungunya.e zica (inclusive temos uma nova linhagem da zica circulando, então todo cuidado é pouco), diariamente, filhos e filhas, primogênitos ou não, são assassinados pela violência policial, pela fome e, agora pela COVID. E os sapos? Se no Egito eles castigaram a terra, aqui no Brasil nós engolimos um caminhão deles todos os dias: De ministro mentindo no currículo a advogado da presidência contestando a decisão que obriga o presidente a usar máscara em locais públicos, passamos também por fogo destruindo terras indígenas, mães indígenas desesperadas por notícias sobre seus bebês (ou os corpos deles), cloroquina, funcionários públicos sem aumento até dois mil e vinte e dois, racismo e tantas coisas mais. É tanto sapo engolido que fome nem deveria ser problema por aqui. Aliás, por falar em sapos e políticos, não sei se a maioria já percebeu, mas as pragas do Egito, apesar de atingir todo o povo, resultaram da ira divina contra o Faraó que escravizada os hebreus. No Brasil, não temos Faraó, mas uma parte da população escolheu ser praticamente escravizada (arrastando junto a parte sensata da nação) por um presidente e uma bancada do boi, da bala e da bíblia que, de tão honrados e moralmente ilibados, são dignos receberem uma chuva de fogo e enxofre vinda dos céus, mas este é um outro conto e fica para outro dia – Se não formos atingidos por um dilúvio de suco de laranja até lá.

______________________________________________________________________________

Quer receber esse post direto no seu whatsApp? Entra no grupo: https://chat.whatsapp.com/Jj7QvylkWrUEaxkFFvMF2t

Quer anunciar seu produto ou serviço aqui ? Entra em contato no e-mail: d.rfaria86@gmail.com e a gente combina!

Dica literária: O príncipe fantasma(Ganymédes José e Tereza Noronha)

Uma família vai passar os dias na fazenda que pretende comprar – a casa é linda e o espaço enorme, entretanto, como na vida nem tudo pode ser perfeito, histórias estranhas rondam o lugar. O clima de mistério e suspense aumenta na medida em que chegam visitantes curiosos ao mesmo tempo em que fatos estranhos e assustadores começam a acontecer. Será que há mesmo um (ou dois) fantasmas rondando a fazenda Santa Odília? Só lendo para descobrir! Vale muito a pena embarcar nesta aventura fantástica!

O Príncipe Fantasma é um livro curto, divertido, cheio de suspense e mistério, ideal para incentivar nos pré-adolescentes o gosto pela leitura. Os autores conseguiram criar uma história que dosa na medida certa elementos como convivência familiar, suspense, romance e humor, utilizando um vocabulário rico porém não muito rebuscado favorecendo uma descoberta saudável e natural das belezas da língua portuguesa.

Exemplar em bom estado de conservação disponível para venda (valor simbólico R$15,00) ou troca – Somente para quem mora na Baixada Santista ou tem condições de vir até aqui buscar.

 

Colabore com o blog!

você gosta do conteúdo do blog_

 

Querido leitor e querida leitora, tudo bem?

Primeiramente, espero que o conteúdo aqui do blog esteja agradando a todos e todas. Se você clicou aqui, é bem possível que sim, não é verdade? Você sabia que pode ajudar o blog Devaneios e Poesias a crescer ainda mais e oferecer mais conteúdo? Como? É fácil!

  • Compartilhe o conteúdo!

Essa é a forma mais rápida de colaborar com o crescimento deste cantinho de ideias!

Siga o blog, a página no Facebook e o Instagram da autora (@darlene_poetisa).

Curta, acompanhe, interaja e compartilhe as postagens! Não esqueça de convidar os amigos para curtir a página no Facebook! E se gostou de alguma postagem do blog que não está na Page do Facebook, compartilhe ela direto no seu feed de notícias, assim mais pessoas vão conhecer o blog!

Acreditem: A participação e os comentários me deixam muito feliz e com mais e mais vontade de escrever!

  • Sugiram conteúdo:

O que vocês gostariam de ver por aqui? Mais receitas? Mais resenhas de livros e filmes? Mandem mensagem no inbox da página ou direct no Instagram sugerindo! Se não usam Facebook, comentem aqui na postagem mesmo ou enviem e-mail para bob_cristal@hotmail.com

  • Doem livros:

Fez aquele super desapego na estante e não sabe o que fazer com seus livros? Aceito doações de livros, quem sabe o teu livro não se torna a próxima resenha aqui do blog? Além disso, depois de lido, seu livro será doado para a biblioteca pública ou em projetos como Livro Livre, troca de livros ou primavera literária, ou mesmo vendido (no próximo item você vai entender o motivo). Confesso que alguns livros também serão guardados com carinho e quem doou vai receber um obrigada especial aqui na página! (Quem for enviar livros pelo correio pode pedir o endereço por mensagem!)

  • Compre os livros usados que serão anunciados aqui e na página do Facebook

É um fato: Manter o blog gera custos! Internet, ingredientes para testar as receitinhas (afinal, quando a ideia é fazer uma versão vegana de um prato conhecido, a gente erra muitas vezes até a receita ficar daquele jeitinho saboroso e especial), compra de livros (ainda que usados) para fazer as resenhas literárias, isso sem falar dos planos pro futuro como comprar uma câmera para fazer vídeos ou juntar dindim para registrar o novo livro (que está quase pronto) e publicar! Pensando nisso (e na falta de espaço aqui de casa) decidi vender alguns dos meus livros usados no Mercado Livre – Então, antes de sair procurando livros usados pra comprar, dá uma passadinha aqui!

Bom, é isso gente! Vamos colaborar com a arte literária?