Resenha: Treinando a emoção para ser feliz

Neste livro o psiquiatra Augusto Cury fala sobre como a emoção humana influencia diretamente a qualidade de vida e a felicidade e sobre como o ser humano está cada vez mais sozinho e insatisfeito, apesar de ter toda uma indústria de lazer disponível.

O livro possui exemplos engraçados como dizer que cada um de nós é o melhor nadador do mundo, pois atravessou um enorme espaço dentro do útero de nossas mães até encontrar o óvulo, mas apesar disso há bastantes coisas pertinentes, que fazem sentido. Por outro lado, como acontece em muitos livros de auto-ajuda, o autor começa a falar sobre Jesus Cristo como sendo “o mestre supremo da emoção” e, por mais que ele saliente em certo momento que “não se trata de religião”, falar sobre uma figura religiosa sempre irá remeter ao assunto, quer se queira, quer não – E como ninguém é obrigado a acreditar nas parábolas cristãs, acabei vendo esse ponto negativo no livro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s