Prepare a pipoca! Super lista dos melhores (e nem tão bons assim) filmes assistidos no primeiro trimestre de 2020.

Eu estava planejando esta listinha para o final do ano, um “top 10” 2020, mas o Distanciamento Social Voluntário tem feito minhas noites serem invadidas por filmes – Não é algo muito produtivo, mas vamos falar a verdade: Com tanto calor e tédio, eu tenho que me sentir vencedora por estar seguindo uma rotina legal de exercícios físicos e leitura, não posso e não devo (e você leitor e leitora também não devem) me cobrar produtividade ilimitada, certo? Então vamos lá! Quais filmes assisti no decorrer destes primeiros três meses do ano e qual a minha humilde opinião sobre eles?

Isi & Ossi

Filme clichê: Neste filme original da Netflix alemã, uma menina rica tem um plano para a própria vida: Após ter sido uma péssima aluna durante toda a vida, ela não quer fazer faculdade e pretende mudar para Nova York e se tornar Chef de cozinha. Os pais querem que ela desista e siga a vida que eles planejaram para ela. E eis que, em uma situação engraçada, ela conhece um rapaz pobre, fingem namorar para irritar a família dela e… A mágica acontece (não, não vou contar se ficam ou não ficam juntos). Destaque para o avô de Ossi, um Rapper teimoso e engraçado. Nota de 0 a 5? 4.

Batalhas

Mais um super clichê: Amalie é uma estudante de balé medíocre que não consegue ter a expressividade necessária para a dança e uma menina rica, cercada por outras meninas e meninos ricos. É um fato que Amalie ama dançar e não desiste de seu sonho nem mesmo quando descobre que o pai perdeu todo o patrimônio e acaba se mudando com a garota para uma casa na periferia. O filme foi claramente idealizado para o público adolescente, mas acaba prendendo a atenção do inicio ao final. A mistura de universos do balé com o hip hop é um verdadeiro mergulho na arte da dança e o final surpreende. Por outro lado, em alguns momentos o comportamento de Amalie pode causar um pouco de irritação – É difícil entender o motivo que a leva a mentir sobre assuntos que não deveriam causar vergonha.Nota de 0 a 5? 5.

A sociedade literária e a torta de casca de batata

Quando a jovem Juliet Ashton recebe uma carta de um fazendeiro contando sobre um clube literário fundado em Guernsey durante a invasão alemã, surge um sentimento de urgência: Ela precisa ir até o local e descobrir mais sobre a ilha e o clube. Entretanto, Juliet não imagina o quanto essa visita irá alterar sua vida e seus planos. Um filme poético e rico em emoções, com figurino maravilhoso e fotografia deslumbrante, “A sociedade literária e a torta de casca de batata” é um filme emocionante e deixa algumas reflexões sobre a importância da literatura e do contato humano para superar momentos difíceis como o isolamento causado pela guerra, por exemplo. Nota de 0 a 5? 5

Crush à altura

A família poderia ser o que chamamos de “família de comercial de margarina”: União, beleza e inteligência – não fosse por um detalhe: A filha mais nova, Jody, é uma adolescente de mais de 1,80m de altura e sofre bullying por isso. Como é de se esperar neste tipo de produção, os “tipos” básicos do ensino médio estão presentes: A amiga gente boa, a turminha de esnobes, o melhor amigo apaixonado (e ignorado) e o mocinho perfeito. Apesar de tentar tocar em temas importantes como auto-estima, Crush à altura está longe de ser uma das melhores produções da Netflix, com enredo lento e cansativo. Nota de 0 a 5? 3

Meu eterno talvez

Durante toda a infância e adolescência eles foram melhores amigos, praticamente parte da família um do outro, até se afastarem após algumas palavras erradas no momento errado causarem um mal-entendido. Anos depois, eles se reencontram: Ela, uma conceituada chef. Ele, apenas um rapper que se recusa a correr atrás do sucesso e passa os dias fumando maconha e instalando sistemas de ar-condicionado com o pai e as noites cantando em pequenos bares. Será que eles conseguem deixar suas teimosias para trás e recomeçar de onde pararam? O filme é uma comédia romântica divertida e cheia de reflexões sobre o significado do sucesso, do dinheiro, da família e o peso que todos esses itens exercem na vida das pessoas. Nota de 0 a 5? 4.

Para todos os garotos que já amei. PS: Ainda amo você

Esse filme é continuação de “Para todos os garotos que já amei”. Lara Jean e Peter decidem dar uma chance ao amor, entretanto, o retorno de John, um dos destinatários das cartas de amor de Lara, pode colocar esse relacionamento em complicações. Falei sobre o livro que inspirou o primeiro filme neste post e continuo com a mesma opinião: Apesar de ser um clichê muito adolescente, é um filme delicado, engraçado e romântico, daqueles que vale assistir com o (a) crush. Nota de 0 a 5? 5.

Corra

Ele parece ter encontrado a namorada perfeita, mas, quando aceita viajar e conhecer a família dela, começa a perceber que há algo muito estranho no ar. Corra é um suspense intrigante e amedrontador que vai te fazer se arrepiar da cabeça aos pés. Nota de 0 a 5? 5.

Let’s dance

Outro filme onde balé e hip hop se misturam. Um talentoso e inseguro dançarino de hip hop se torna professor em uma prestigiada escola de balé em Paris. O enredo do filme é muito bom, as cenas de dança são perfeitas e o casal principal é fofo, mas o filme não conseguiu me cativar – algumas pontas ficam mal amarradas e o personagem masculino principal é teimoso e explosivo demais. Vale a pena assistir, mas sem maiores pretensões. Nota de 0 a 5? 3.

No ritmo da dança

Um dançarino cubano segue para os Estados Unidos em busca de seus sonhos e acaba encontrando o amor e um caminho de luta para conquistar seu espaço. As cenas de dança são muito bonitas, mas poderiam ser mais bem exploradas, as personagens são engraçadas e o final é previsível. Nota de 0 a 5? 4.

A vida secreta de Zoe

Zoe tem uma família perfeita e um emprego que ama, mas é como se algo sempre estivesse faltando, o que a leva a uma espiral viciosa de sexo e mentiras. O filme trata de um assunto delicado – Ninfomania, ou vício em sexo e suas conseqüências. Para algumas pessoas o filme pode parecer forte tanto pelo tema quanto pelas cenas. Nota de 0 a 5? 4.

Invocação do mal 1

O casal Warren, conhecido por caçar “fenômenos paranormais” é chamado para ajudar uma família que ao se mudar para a casa de seus sonhos acabou descobrindo que os sonhos podem ser na verdade, pesadelos.  O filme, baseado em fatos reais, é assustador, uma ótima pedida para quem ama filmes de terror. Nota de 0 a 5? 5.

Invocação do mal 2

Uma mãe solteira mora com suas crianças em uma antiga casa e vê, repentinamente, sua vida ser virada de cabeça para baixo quando estranhos fatos começam a acontecer com uma das filhas. Será que o casal Warren acreditará nos apelos e conseguirá salvar a família? Filme baseado em fatos reais, assustador e super indicado para quem ama filmes de terror. Nota de 0 a 5? 5.

Alguém especial

Jenny é uma jornalista musical que passa por um término de namoro ao receber uma proposta para trabalhar em outra cidade e decide ter uma última noite de farra com as melhores amigas. O filme é fútil e repleto de palavrões. Jenny é interpretada por Gina Rodriguez, atriz que estrelou a série Jane, a virgem (assim que a última temporada for disponibilizada eu vou fazer um super post sobre essa série). É uma ótima atriz, mas este filme não favoreceu sua atuação. Nota de 0 a 5? 2.

Personal Shopper

Sabe aquele filme que parece interessante e decepciona? Eu sinceramente esperaria mais da Kristen, que já fez bons papéis como Melinda no filme “O silêncio de Melinda” e também Bela, no filme Crepúsculo. Maureen, personagem interpretada por Kristen, é uma personal shopper – uma pessoa contratada para fazer compras para outra. Uma mulher solitária e aparentemente um pouco perturbada por seus supostos dons de mediunidade, incapaz de encontrar prazer no trabalho, sofrendo a ausência do irmão gêmeo que faleceu recentemente e se comunicando esporadicamente com o namorado que está trabalhando em outro país. Repentinamente, ela começa a receber mensagens de texto de um remetente desconhecido. O filme até começa apresentando uma premissa interessante, mas se torna lento e decepciona.Nota de 0 a 5? 1.

Então, já assistiram algum destes filmes? O que acharam? Comentem! E, se puderem, compartilhem o post no Facebook!

17 comentários sobre “Prepare a pipoca! Super lista dos melhores (e nem tão bons assim) filmes assistidos no primeiro trimestre de 2020.

  1. lili disse:

    Vi Todos garotos que amei e a Sociedade literária das cascas de batata. O primeiro é bem Light e gostoso de ver . O 2o ja não lembro muito mas na époça gostei bastante. Vou ver alguns menos a invocação do mal.pq.fico tensa rsrsrs

    Curtido por 1 pessoa

  2. Juliana Sales disse:

    Preciso dizer que não sou uma pessoa muito de filmes. Me falta certa paciência para ficar um longo período em frente à uma tela. Por isso assisto muito mais séries do que filmes. Também sou aquele tipo de pessoa que sempre prefere um livro do que um filme, e não estou dizendo que um seja melhor ou pior do que o outro, apenas que o livro me prende mais. Por exemplo, dois filmes que você citou “A sociedade literária e a torta de casca de batata” e “Meu eterno talvez” trazem sinopses que, se fossem de livros, muito provavelmente eu leria. Mas como filmes não me dão vontade de assistir. A trilogia “para todos os garotos que já amei”, li os 3 livros e achei bem bonitinhos, mas não tenho vontade de assistir os filmes. Da sua lista eu só vi os dois de Invocação do Mal, que eu achei muito bons, e Corra, que é excelente! (inclusive recomendo também “Nós” do mesmo diretor, eu achei ainda melhor que Corra).

    Curtido por 1 pessoa

    • Darlene R. disse:

      Oie!!!
      A sociedade literária e a torta de casca de batatas eu descobri que existe o livro ♡
      Gosto de filmes e livros, mas prefiro livros… Só não sei qual motivo para eu não estar conseguindo ler por longos períodos- acredito que por estar estudando pra concurso…
      Obrigada pela dica sobre o filme Nós, irei procurar!
      Abraços!

      Curtido por 1 pessoa

  3. sobrealeitura disse:

    Oi! Já assisti Corra e os dois da Invocação do mal, acho que ficou bem claro que gosto de suspense e terror, né? Haha Corra tem um dos melhores plots twists que já assisti! Me prendeu demais o tempo todo e nem em um milhão de anos eu descobriria o que estava ocorrendo. Gosto tanto que foi parar em um vídeo que gravei pro canal sobre reviravoltas. Recomendo pra todo mundo. O filme Nós, do mesmo diretor, embora seja bom também o final não me conquistou tanto quanto o de Corra!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Letícia Guedes disse:

    Dessa lista, só assisti Isi & Ossi, Corra! e os dois de Invocação do Mal e amei os quatro. Mas estou doida para assistir A sociedade literária e a torta de casca de batata. Personal Shopper não tinha ouvido falar até então e provável que, se não fosse o seu alerta, eu fosse assistir só pela Kristen. Aliás, já viu Quarto do Pânico? É com ela e ela está incrível!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Daniel de Castro disse:

    Olha, tenho assistido muitas séries e “maratonado” o canal “Nova Acrópole” no youtube, mas filmes tenho assistido quase nada, esse ano assisti no máximo uns 5, mas anotei as dicas. Neste momento, tenho me apegado a materiais mais leves, para manter-se positivo 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  6. Luana Souza disse:

    Aaaah, mas se a vida fosse feita só de filmes “”bons”” ela ia ser muito chata. A gente precisa de umas coisinhas clichês ou bregas de vez em quanto hehe. Da sua lista eu só assisti Invocação do Mal 2 e gostei bastante, mas, pra mim, não supera o primeiro.
    Preciso assistir logo Para Todos os Garotos que já Amei 2. Não li os livros, e nem estou tão animada com essa sequência, mas amei o primeiro filme ❤

    Curtido por 1 pessoa

  7. Lunna Guedes disse:

    Eu raramente assisto filmes e não é porque não gosto do gênero, mas é porque esgotei a minha paciência para com a película. Mas existem excelentes histórias ainda. Eu, por exemplo, não fazia idéia de que o livro A sociedade literária e a torta de casca de batatas tinha virado filme. Eu amei o livro e por razões obvias, não sei se irei assistir. rs
    Enfim, acho que continuo a ser a garota dos livros, embora tenhas muitos na sua lista que foram moldados a partir dos livros. Mas há livros e livros. rá

    bacio

    Curtido por 1 pessoa

    • Darlene R. disse:

      Tenho assistido mais filmes por sentir os olhos cansados demais para a leitura. No caso dos filmes, não preciso olhar – basta ouvir. Tenho reservado meus olhos para livros que pareçam realmente muito bons. Sempre fui viciada em leitura, preciso dar um tempo pra esses olhos antes que não tenha óculos que dê conta heheh meu grau subiu muito nos últimos anos 😦

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s