Em 2020 tudo muda!

Escolhi algumas palavras chave para o ano de 2020: Sustentabilidade, estudos, saúde, trabalho, militância, felicidade, blog. Como fazer tudo isso caber dentro de 24hs?

Sustentabilidade: Quem me acompanha sabe que eu sou vegetariana, mas sustentabilidade vai muito além de não comer carne. Sustentabilidade tem a ver com o que você escolhe comprar, o que você decide colocar na sua vida, seus atos no dia a dia. O que eu pretendo fazer para ter uma vida mais sustentável em 2020? Acredito que a primeira ação é diminuir o lixo. Esse ano ficamos 5 semanas sem coleta seletiva e eu pude ver quanto lixo produz uma casa com duas pessoas! Então, pelo bem do planeta, a meta é retirar o máximo possível os alimentos industrializados do prato: Bolacha? Faz em casa. Pão? Faz em casa ou compra em padarias que usem pacotes de papel. Refrigerante? Estou sem há 58 dias e não pretendo beber ano que vem. Serão muitas embalagens a menos. Ah, mas e chocolate, vai fazer em casa? Não! Mas posso comprar 400g de gotas 70% Cacau e levar na bolsa em potinhos, pelo menos é só uma embalagem e não um monte como numa caixa de bombons. Com certeza sustentabilidade será um tema freqüente aqui no blog e principalmente no Instagram.

Estudos: Essa tem sido uma preocupação. Quem me acompanha há um tempo sabe que eu moro em uma cidade, trabalho em outra e estudo em outra. E já recebi a notícia de que terei aulas todos os dias nesse próximo ano (2019 foram só três dias na semana). Vai ser exaustivo! Como fazer isso e ainda ter tempo para rever tudo em casa? E estudar para concursos, aprender idiomas, cuidar da saúde e fazer coisas que me são importantes como ter uma vida social, militar e manter o blog? Até uns meses atrás eu tinha muitos planos para 2020, mas essa mudança me reforçou algo que já estava me fazendo refletir: Não espere nada de um novo ano!

Saúde: Entrei na academia para cuidar melhor da saúde. Decidi cortar industrializados em prol da sustentabilidade, mas percebi que isso também iria se refletir na saúde. Agora estou aqui pensativa: Como encontrar um horário para a academia se dependo de ônibus para chegar ao trabalho? Impossível ir de manhã – afinal, para chegar as 6:30 na academia eu teria que acordar umas 5:30 da manhã, considerando que chego do curso por volta das 23hs e ainda preciso tomar banho e ajeitar minhas coisas, isso me daria umas quatro horas de sono. Tenho a opção de fazer os treinos a noite? Sim, entre 22:30 e 00hs, inclusive fiz isso algumas vezes esse ano, mas aí perderia as melhores aulas disponibilizadas (alongamento, fit dance, body combat) e uma vez que estou pagando para ser torturada nesses exercícios cansativos, quero fazer isso todos os dias!

Trabalho: Sabe o que me irrita no sistema capitalista? Tudo! Mas principalmente o fato dele exigir sempre mais e mais. Eu tenho um trabalho que amo e que é regularmente remunerado, entretanto, estou estudando para outros concursos mesmo sabendo que ganhar mais vai me colocar em uma situação de completo desânimo. Algumas vezes as pessoas dizem que nós, socialistas, não gostamos de trabalhar, mas fica a reflexão: Quem não gosta de trabalhar é o capitalista, que sonha em lucrar muito fazendo pouco ou quase nada, enquanto eu, como socialista, sonho apenas em continuar prestando meu serviço com dedicação e ser bem remunerada para isso! Enfim, trabalho é algo resolvido nos primeiros meses do ano, visto que já estou empregada, mas que pode sofrer mudanças.

Militância: Uma coisa que não abro mão – Militância político partidária. Sabe uma coisa que você faz por acreditar? Então, essa é a minha relação com o PSOL e com outras causas. Acontece que novamente meus horários vão me deixar bem maluca, especialmente no segundo semestre quando começam os preparativos para as eleições e eu vou estar completamente dividida entre as aulas e a vontade de estar nas reuniões e eventos, ou aos fins de semana dividida entre o “preciso estudar” e o “então é hora de ir panfletar e falar com as pessoas”.

Felicidade: Difícil definir felicidade, mas posso dizer que experimentei vários momentos felizes esse ano, e espero que eles se estendam por 2020. Horários para isso? Ufah, boa pergunta!

Blog: Bom, já perceberam que vai ser mais fácil me acompanhar pelo Facebook e pelo Instagram esse ano né? Afinal, são redes mais fáceis para eu usar com textos breves e imagens do dia a dia. Mas calma! Eu amo esse espaço que venho construindo desde 2013 e definitivamente vou protegê-lo. Bom, desde agosto eu planejava os temas das minhas postagens, queria escrever pelo menos três vezes por semana, falar de tudo ou mais um pouco… QUERIA! Mas vamos se honestas? Não dá! Então vou deixar um gostinho para vocês sobre o que eu pretendia fazer – Lembrando que não iriam ser todos os temas todas as semanas, só três deles em dias variados:

SEGUNDAS FEIRAS: Segunda sem carne. Receitas com textos/crônicas. Na verdade, já tem um tempo que estou ensaiando para fazer isso, inclusive as últimas receitas que postei não foram simples receitas, e essa é a minha intenção: Falar sobre comiga veg e afeto.

TERÇAS FEIRAS: Foco na cultura, nas dicas de livros e filmes.

QUARTAS FEIRAS: Nos meus planos, seria um dia livre para postagens diversificadas.

QUINTAS FEIRAS: O famoso #tbt! Tenho tantos poemas antigos pra postar e planejei postar um a casa quinta feira.

SEXTAS FEIRAS: Outro dia que planejava deixar livre, para publicar coisas inéditas por exemplo.

SÁBADO: Novamente, foco na cultura! E também textos sobre comportamento, sociedade e política

DOMINGO: O plano de domingo seria fazer um giro da semana, com tudo o que aconteceu de bom ou ruim ou engraçado.

Enfim, há tempos eu estava refletindo sobre não esperar nada. Esperar é estar parada e pessoas paradas não vão a lugar algum. Mas olhando os planos para 2020 eu vejo que precisaria ter um dia com 48hs para cumprir tudo. Alguém tem ideias mágicas para colocar tudo isso em uma agenda só?