Buffy, a caça vampiros: A Irmandade. – Elizabeth Massie

Todo livro tem seus pontos fortes e fracos. No caso da Buffy, a história é simples demais, lenta demais – talvez a série, com todos os recursos audiovisuais, seja mais interessante e consiga prender a atenção com mais sucesso que o livro. Mas como eu disse no início deste texto, sempre procuro tentar encontrar pontos positivos nos livros que leio e, no caso de “A Irmandade”, o ponto forte é a possibilidade de discutir com os mais jovens a diferença entre feminismo (mulheres em igualdade de direito com os homens) e femismo (mulheres buscando superioridade de direitos em relação aos homens), bem como a questão do diálogo familiar e do quando o machismo pode levar uma adolescente a fazer coisas das quais depois irá se arrepender. Importante se atentar sobre o fato que, numa leitura sem acompanhamento ou debate, o jovem muito provavelmente não se dará conta dos detalhes acima citados, isso porque em nenhum momento a autora utiliza o espaço artístico para levantar tal discussão e elucidar as diferentes situações, o que é uma grande perda, uma vez que o texto divertido, leve e ao mesmo tempo um tanto tenso e misterioso, poderia ser utilizado como espaço de reflexão para os jovens.

Opinião pessoal: Se estiver com muita vontade de ler, dê uma busca em bibliotecas, sebos ou mesmo na internet antes de adquirir um exemplar. Caso pretenda presentear algum adolescente com a intenção de estimular a leitura, procure outros livros mais intensos (exceto se o adolescente em questão gosta da personagem e está com vontade de ler o livro).

 

2 comentários sobre “Buffy, a caça vampiros: A Irmandade. – Elizabeth Massie

  1. Ah, eu li o almanaque lançado na época em que Buffy (Sarah Michele) deu vida a personagem. Foi a segunda vez que vi a personagem na TV. Na primeira, em um filme (ruim) não gostei muito. Mas a versão seguinte, com o maravilhoso Joss Wheldon e a Buffy gang ficou show. Que vampiro era aquele Angel? Se bem que depois da quarta temporada, a série ficou péssima.
    Enfim, os almanaques eram incríveis e bem fiéis aos atores da série.
    Nossa, voltei no tempo. rs
    bacio

    Curtido por 1 pessoa

    • Poxa, preciso ver algum episódio desses… O livro não me convenceu (e olha que eu gosto muito dessas literaturas consideradas juvenis, fantasiosas). Não gosto de fazer resenha não indicando um livro, mas este em especial me frustrou pois pelo sucesso da série eu esperava muito mais…
      Fiquei feliz por saber que meu texto a levou em uma pequena viagem no tempo…rs…
      Beijos ❤

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s