Um conto de sonhos e alianças

Ela estava em casa. Lia um livro qualquer. Não estava calor nem frio. Ela estranhava o silêncio – Havia uma sensação de que alguma coisa iria acontecer… Sobressaltou-se ao ouvir batidas no portão e uma voz conhecida gritando seu nome. Correu para fora e ao abrir o portão deparou-se com ele. Ele que nos últimos dias andara lhe roubando o sono e alguns suspiros. Trazia nas mãos uma sacola do Mcdonalds “- Pegue, trouxe para você”. Seus olhos a encaravam de forma autoritária e divertida – Mas todos que a conheciam sabiam que ela havia renunciado aos alimentos derivados de animais – Por que ele lhe daria um fast-food de presente? “- Desculpe, não vou pegar – você sabe que não como”. Ele sorriu “- Você vai querer este. Apenas pegue e abra”. Ela encarou a sacola, retirou a caixa do lanche – não acreditava que estava mesmo fazendo isso! Abriu lentamente e seu coração explodiu em alegria: Presas numa fenda cuidadosamente escavada no pão estavam dois anéis de madeira, cuidadosamente entalhados. Riscada na parte interna da tampa da caixinha, a mensagem que ela jamais havia recebido antes: “Namora comigo?”. Ela pode sentir os olhos brilhando e o coração batendo forte. Sentiu o ar faltar quando eles se beijaram e o toque quente das mãos dele procurando tocar sua pele. E sentiu –se arrepiar quando ele lhe tomou as mãos e colocou nela aquela aliança – dava para sentir também suas mãos tremendo ao colocar a aliança nas mãos dele. Sim, ela aceitava. E de repente ouviu o som de um violão ao longe – Abriu os olhos e viu-se deitada em sua cama – o despertador a acordava – nos pés da cama, sua cachorrinha a olhava inquieta e no céu os primeiros raios de sol despontavam – Fora um sonho afinal. Ela se sentia um pouco mais solitária depois daquele sonho, pois em seu íntimo tinha certeza de que jamais aconteceria algo semelhante. Seguiu seu dia oscilando entre a alegria do sonho e a melancólica realidade de seus dias. Escreveu um texto em uma folha qualquer – havia esquecido o caderno – depois ficou horas considerando se valeria a pena compartilhar com outras pessoas seu pequeno devaneio noturno. Fora uma noite curta, um sonho bom e um dia muito longo afinal!

(09-11-17)

Anúncios

9 comentários sobre “Um conto de sonhos e alianças

    • Darlene R. Faria disse:

      Menina! Que saudades de você! Antes eu trabalhava no Extra e sempre que chegava em casa ficava horas e mais horas lendo os blogs! Estes últimos meses estava trabalhando em um escritório e por ficar horas em frente ao computador no trabalho, acabava com a vista cansada e sem muita vontade de ler 😦 … Agora troquei de emprego de novo e espero voltar a ler muito! Aliás,acabei de ver seu texto sobre Aula da Saudade e adorei! Teu blog mudou muito e está cada vez melhor! É isso… estou de volta! Bjssssss e obrigada pela visita ❤

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s