Venturosa é a alma que ama

Venturosa é a alma que ama
Pois venturoso é o destino
De quem certo nome chama
Entregue ao delírio, paixão, desatino

Ditoso o dia solitário nas ruas
As lágrimas que estampam dores cruas
O cabelo solto ao vento
A triste caminhada ao relento

Ditoso mar de paixão
Tormentoso por onde navega o coração
Oceano de fogo e lágrimas sem rumo certo
Entregar a vida ao mar aberto

Doce é a linha do horizonte
Que em seu olhar se esconde
Distante ilusão, miragem
Que ao nada me conduz nesta viagem

E em tuas lembranças
A alma se perde deleitada
Quando renasce a esperança
De ser tua bem amada

(2013)