Sopa de letrinhas: 10 livros que eu li em 2016 e indico

Continuando com as listinhas de final de ano, um tema muito importante: Livros! Quando eu estava no colégio, lia muito. Na faculdade, esse nível caiu drasticamente. Este ano consegui encontrar um meio termo – e nesta lista cito livros de diversos gêneros e autores, todos muito bons!

  1. Lua de Papel (Lunna Guedes): Falei sobre esse livro aqui no blog há pouco tempo. E repito: Leitura maravilhosa! Lunna Guedes é uma escritora incrível, cujos textos tem uma leveza única, ao mesmo tempo em que são intensos e profundos.
  2.  A filosofia na obra de Machado de Assis e Antologia filosófica de Machado de Assis (Miguel Reale) – Não é segredo para os leitores: Sou apaixonada pela escrita machadiana, então, um livro sobre a conexão da filosofia com a obra do Machado não poderia estar fora das minhas leituras favoritas do ano.
  3. Til (José de Alencar): Um livro brasileiro pouco comentado nos colégios, Til é uma narrativa da maturidade do autor José de Alencar. Uma história linda, surpreendente e emocionante.
  4. Marília de Dirceu (Tomás Antônio Gonzaga): Este livro me surpreendeu. Não sei por qual motivo, pensei que não fosse gostar dele, e não é que acabei gostando? É simplesmente um livro muito lindo!
  5. Septum (Lunna Guedes): Mais um livro da querida Lunna Guedes para a lista. Septum é um livro que te faz ter vontade de se mudar e viver nas entrelinhas, nas páginas, nos crepúsculos e nas ruas. Abri-lo é ouvir o som de um velho relógio e o cheiro do café quentinho.
  6. Perdida (Carina Rissi): Carina Rissi é uma escritora brasileira cuja obra é – até onde eu conheço – voltada para adolescentes. Perdida é o primeiro livro de uma saga que inclui mais três: Encontrada; Destinado e Prometida. Ainda não pude ler Prometida, mas os outros três eu indico! São românticos e engraçados, uma leitura leve para qualquer idade
  7. O Místico (Ieso Nascimento): Um livro que, por enquanto, está disponível apenas em versão PDF e faz uma verdadeira viagem histórica pelo período compreendido entre a Revolução Russa e a Segunda Guerra Mundial enquanto nos descortina um romance envolvente sobre a jornada iniciática de um jovem místico.
  8. As crônicas de Gelo e Fogo (George R.R. Martin): Na verdade, “As crônicas de Gelo e Fogo” não é um livro e sim uma coletânea que eu ainda não li inteira. São livros muito grandes (e pesados), o que torna a leitura lenta por ser difícil carregar pela cidade para ler durante os dias mais corridos.
  9. As Ilusões Perdidas (Balzac): Se você não leu nada do Balzac, leia! Esse livro em especial tem uma narrativa densa e interessante, prende a atenção do início ao final e surpreende nas últimas páginas.
  10. Noites na Taverna (Álvares de Azevedo): Outro livro brasileiro, clássico e maravilhoso. Além de ser um livro relativamente pequeno, os capítulos também são curtinhos e é possível ler em qualquer momento livre. E vamos combinar? Álvares de Azevedo foi um dos nossos escritores mais brilhantes!

 

palavras-saindo-do-livro

Anúncios

6 comentários sobre “Sopa de letrinhas: 10 livros que eu li em 2016 e indico

  1. Marcela Carvalho disse:

    Amo a Carina Rissi, se pudesse leria até a lista de compras dela! Hahaha
    Perdida e Procura-se um marido são ótimos, mas No mundo da Luna ainda é o meu preferido ❤
    Quanto à Marília de Dirceu: não li todo, apenas alguns trechos, mas muito me surpreendeu também!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s