November Rain

A chuva fria me trouxe a lembrança de uma canção que aprecio bastante: November rain. Sim, estamos em Novembro, mês de chuvas e dias quentes. O final de ano começa a se anunciar nas lojas decoradas em vermelho, verde e branco-fingindo-que-é-neve. As pessoas, nesta época, já fazem planos para o próximo ano que pouco a pouco vai se avizinhando e lamentam o que não fizeram neste ano que vai indo embora. Novembro é o mês em que as aulas se acabam, em que começam os planos para as férias. Para quem trabalha no comércio, é o mês em que os dias se tornam mais longos e cansativos. Ouvindo uma seleção de boas músicas, peguei o caderno para escrever algo sobre o dia nublado, chuvoso, frio. E quando tentava ainda traçar as primeiras palavras percebi que este é o mês em que completo meu trigésimo verão. Dia 25 deste mês eu completo trinta anos, 10958 dias já vividos (sim, eu fiz as contas). Eu realmente não lembro como eu, quando criança, imaginava que seria aos 30 anos. É uma idade que assusta um pouco, afinal, parece que os dezoito chegaram ontem e eu me pego pensando: Cadê os outros anos entre os dezoito e os 30? Onde eles se esconderam? O tempo passa bem rápido realmente… A minha geração cresceu entre filmes da Disney, romances comerciais e músicas de qualidade as vezes duvidosa. Eu cresci entre tudo isso, com acréscimos que me tornam um pouco mais realista, cética e um pouco desanimada do mundo: filosofia, livros clássicos, músicas mais antigas. Mas neste mês, somente neste mês em que celebro um próximo ciclo, todos os anos me dou o direito de ser um pouco adolescente e sonhar em receber uma surpresa romântica no dia do meu nome (nunca acontece, mas tudo bem).Nos últimos dois anos consegui até mesmo estar perto de amigos que amo – algo que jamais me aconteceu na infância ou mesmo na adolescência. Novembro também é um mês em que começo a organizar um monte de coisas: Roupas que não uso mais para doar, livros que já li e não vou usar mais, livros que ainda quero ler… É, é um mês intenso… Tão intenso que tem até uma música própria: November Rain… E eu sigo caminhando sob a chuva fria, cantando “So if you want to love me, then darlin’ don’t refrain, Or I’ll just end up walkin’,In the cold November rain”

Anúncios

2 comentários sobre “November Rain

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s