Brisa

Céu, estrelas, brisa fresca, chuva fininha e uma noite para sorrir. Sabe Bambino, não sei se foram os teus olhos ou as estrelas que me deram coragem para entrelaçar o meu braço no teu enquanto caminhávamos a esmo pela cidade. Nossos pés nos mesmos passos, o teu calor e o contraste com a brisa fresca… Eu sei que os significados foram diferentes: Para você, amizade e leveza. Para mim, um ingresso rumo ao céu. Bambino… Repito o teu nome e sei que o maior desejo do meu coração é morar no teu olhar. Mãos trêmulas e coração descompassado, risco estas linhas sem intenção de enviá-las. Guardo as memórias n’alma junto ao amor que nasceu no dia em que te conheci. Fecharei  o caderno e guardarei as palavras… Fecharei os olhos e sonharei com você, Bambino.

(Da série: Devaneios tirados do fundo de uma gaveta – 2013)

Imagem: Internet

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s