Eu vejo um mundo novo

Eu vejo um mundo novo, vejo a vida que passa, vejo pessoas, vejo sentimentos. Vejo a cada dia a aurora de uma nova vida, que morre na rotina. Vejo paixões nascendo; pássaros cantando; vejo o Amor brincando.
O amor se esconde nunca se sabe onde, ali na esquina ou bem ao teu lado. Todos buscam o amor, o procuram em cartas, poemas, oráculos; todos sonham com ele, que se esconde, foge e aparece de repente.
A vida se repete a cada dia, se copia e se inova; ela transpira esperança, nos mostra caminhos – os melhores e os piores, os alegres e os infelizes… E nós, seres inquietos, tentamos percorrer todos, sem prestar-lhes atenção, apenas passamos… E, em algum desses caminhos, o Amor nos aparece e nós simplesmente não notamos. Cada caminho é um novo mundo e eu sigo o Amor que em um desses mundos encontrei e que hoje é meu guia em todos os meus caminhos…

(Da série: devaneios tirados do fundo da gaveta)

Anúncios

Um comentário sobre “Eu vejo um mundo novo

  1. jomabastos disse:

    Vivemos diariamente encruzilhadas de sentimentos. Vivemos hesitações íntimas, ao ficamos desnorteados nos caminhos labirínticos das nossas amizades, dos nossos amores, da nossa alma, do nosso coração. Ficamos parados nesse entroncamento de afetos e paixões, esperando que alguém surja, e que nos encaminhe para aquele belo e perfeito universo, de que tanto desejamos.
    E acreditando, poderemos alcança-lo.

    Abração!

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s