És acaso filho de Apolo?

És acaso filho de Apolo?
Um jovem Deus da beleza
Que me conduziu ao céu
Levantando dos mistérios o véu
Com teu olhar e pureza
Que hoje, distante eu imploro

Teu beijo é néctar dos deuses
Que desejo provar muitas vezes
Tuas mãos de seda
Deslizam pela minha pele aveludada
E assim nós nos amamos
Numa clareira, longe de olhos humanos

Ao nosso redor ninfas dançam
Mas teus olhos não se encantam
Pois teu olhar é só meu
Como teu coração prometeu
E meus olhos são só teus
Pois meu coração nunca lhe dirá adeus

Mas de repente tudo acabou!
O encanto que unia deus e mortal findou
Numa nuvem dourada você partiu
Nem me disse adeus, me abandonou
Continuei te amando, mas você não viu
E a dor do adeus fui eu quem sentiu.

(*** Essa poesia deveria ter feito parte de um novo romance que estou escrevendo***)

45 - ÉS ACASO FILHO DE APOLO

Anúncios

Um comentário sobre “És acaso filho de Apolo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s