Novamente fui um pássaro a voar

Novamente fui um pássaro a voar
Em meio ao céu anil
Em meio ao som de sinos mil
Quando os teus lábios vierem os meus tocar

Nada ao redor – nenhum chão
Somente aquela doce sensação
O espaço de poucos segundos
Onde o amor constrói lindos mundos

Na fogueira do meu desejo
Mais um graveto, mais uma brasa
Mais uma labareda foi teu beijo
Nesse incêndio que meu coração arrasa

Que delícia, que doçura
Para todos os males a cura
Mais um momento de magia
Uma breve alegria

Sim, depois de lhe beijar
Posso sonhar,
Posso flutuar
E, como sempre, te amar!

Publicidade