Despedida

Tanto amor

Ilusão sem fim

Paixão que machuca

Alegria que mata

Tristeza que corrói

Tanto amor

Tanta solidão

Tanta saudade

De um beijo

Um abraço

Um sorriso

Uma voz

Tão perto e tão distante

Por que amo,

Se aos poucos o amor me mata?

Se meu coração hoje sofre,

É por que um dia

Um beijo de mel

O envenenou com o Amor

Amor…

Veneno lento que mata aos poucos

E aos poucos meu coração

Vai se despedindo deste mundo

Mas parte contente

Lembrando do teu beijo o sabor…

 Publicada - Despedida-  em 11-05-14

Anúncios

Um comentário sobre “Despedida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s